Nuno Vasconcellos

Deputada Célia Jordão é presidente da Comissão de Indústria Naval
Reprodução/Alerj
Deputada Célia Jordão é presidente da Comissão de Indústria Naval

A indústria naval brasileira viveu um momento luminoso de sua história por volta de 2013. O país contava com 44 estaleiros com capacidade para produzir embarcações de aço com mais de mil toneladas. As encomendas de 370 navios - inclusive 14 plataformas de petróleo e 28 navios-sonda, além de graneleiros, porta-contêineres, comboios fluviais e rebocadores - davam uma projeção de quase 80 mil novos empregos .

O Sindicato Nacional da Indústria da Construção e Reparação Naval e Offshore (Sinaval) estava convencido de que o pior havia ficado para trás. De lá para cá, o que se viu foi o oposto, a decadência de um setor vital para o Rio de Janeiro. Na Alerj, se discute atualmente saídas para tentar reposicionar esta área estratégica para o estado.

BUSCA POR VAGAS DE TRABALHO

A Comissão de Indústria Naval, de Offshore e do Setor de Petróleo e Gás da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) luta pela prorrogação de prazo para aprofundar-se na busca de saídas. "O trabalho da nossa comissão tem gerado frutos positivos e a nossa preocupação é contribuir para o crescimento do estado do Rio de Janeiro. Já demos entrada, durante o recesso, no pedido para prorrogação do prazo por mais 90 dias, e também já tratei com o presidente da Alerj, deputado André Ceciliano (PT), sobre a criação de uma comissão permanente, tamanha é a importância da indústria naval para a economia do Rio de Janeiro", afirmou a presidente da comissão, deputada Célia Jordão (Patriota).

Na última reunião do grupo, foram sugeridas datas e os assuntos para os próximos encontros. No próximo dia 9, serão convidadas para discutir o assunto as certificadoras acreditadas pela Agência Nacional do Petróleo (ANP), para que as mesmas informem de que forma fazem o cálculo do cumprimento do conteúdo local, uma vez que auxiliam a ANP neste trabalho.

Você viu?

Já no dia 16, a comissão espera reunir-se com o Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás e a Comissão de Tributação da Alerj, para apresentar o resultado da reunião com o governador Cláudio Castro e os almirantes do Cluster Naval.

Apuração rigorosa

Presidente da Comissão de Transportes da Alerj, o deputado Dionísio Lins (Progressista) entrou com representação na Promotoria de Tutela de Defesa do Consumidor do Ministério Público para pedir que haja apuração rigorosa e rápida que explique o que causou o princípio de incêndio no MetrôRio que atingiu as linhas 1, 3 e 4, semana passada, interrompendo a circulação.

Cultura de Maricá

Com a presença de cineastas, produtores e atores, o Polo de Cinema e Audivisual de Maricá vai ser lançado no próximo dia 26. É esperada as presenças de Silvio Tendler, Tambelini e Antônio Pitanga entre os convidados.


Comemoração com presente

Com o Dia dos Pais no próximo domingo, pesquisa do Instituto Fecomércio mostra que 40% dos fluminenses devem comprar presentes na data, o equivalente a 5,6 milhões de pessoas e uma injeção financeira de R$ 901 milhões na economia do estado, frente aos R$ 873 milhões de 2020.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários