Assessoria disse que Filippe Poubel está contribuindo com investigações
Reprodução/Alerj
Assessoria disse que Filippe Poubel está contribuindo com investigações

O noticiário da semana passada trouxe a  acusação de uma mulher contra dois funcionários de uma casa noturna de Cabo Frio - Litoral do Rio de Janeiro - que funcionava ilegalmente. Neste local, diz ela, foi vítima de estupro. A Polícia investiga o caso. A boate pertence ao deputado Filippe Poubel (PSL) e ao capitão da PM Diogo Souza da Silveira. Ambos, segundo a denúncia, estavam no local quando o crime teria acontecido.

NOTA OFICIAL

A assessoria de imprensa do parlamentar nos enviou uma nota: "Sempre foi assíduo na Alerj , registrando presença em plenário e atuante em votações. Mesmo no período de pandemia, em que as sessões passaram a ser por videoconferência, vem cumprindo com as suas responsabilidades, tanto que foi escolhido Presidente da Frente Parlamentar de acompanhamento às medidas de prevenção e contenção do coronavírus nos municípios do Estado do Rio de Janeiro. Poubel tem viajado aos municípios de todas as regiões para investigar suspeitas de fraudes no uso de recursos públicos para combate à pandemia Covid-19. As fiscalizações, facilmente verificadas em suas redes sociais, já renderam inúmeras representações ao Ministério Público e órgãos fiscalizadores. Sobre a investigação de suposto estupro em estabelecimento comercial no qual é sócio, o deputado não é acusado e está contribuindo com as investigações. Sempre repudiou qualquer ato de violência contra mulheres, e demonstrou solidariedade à vítima. Em relação ao período em que foi vereador em Maricá, a própria Polícia Civil considerou infundadas as denúncias e arquivou o inquérito por atestar que o deputado não estava no local, portanto, jamais agrediu a ex-sogra. As ameaças de morte comunicadas em fevereiro de 2021 não foram únicas. Desde 2019 o deputado está sob proteção do Estado após um relatório do setor de inteligência da Polícia Civil apontar alto risco de atentado contra sua vida. Decorrência da atuação parlamentar de combate a criminosos, fiscalização e anticorrupção".

De olho em 2022

O Patriota vai investir na estratégia de 'outsiders' da política para disputa de vagas na Câmara dos Deputados. Um dos nomes cortejados é o do ex-aliado de Wilson Witzel, o advogado criminalista Luiz Carlos Azenha, que, há alguns dias, ofereceu jantar para 150 advogados em uma churrascaria na Barra da Tijuca. Quem também apareceu por lá de surpresa foi o atual presidente da OAB RJ, Luciano Bandeira, que está de olho na reeleição para o cargo, no ano que vem.

Marcação de exames no Rio

Gabinete do vereador Dr. Marcos Paulo (PSOL) tem recebido reclamações de pacientes da cidade do Rio que são encaminhados para realizar exames de imagem em outros municípios. Problema seria burocracia criada para marcações de moradores da capital, que contribui para elevar número de exames agendados e não realizados. Diferentemente de outros municípios, agendamentos no Rio não são feitos diretamente pelas clínicas da família, mas são via Sisreg.


Política e futebol

Entre as críticas que Jair Bolsonaro recebe, têm para todos os gostos. O vereador Paulo Pinheiro (PSOL) descreveu a atuação do presidente da República assim: "Bolsonaro é tão errado que tenho certeza que ele deve gostar até de escanteio curto".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários