Vereador Átila A. Nunes (DEM) é líder do governo há quase dois meses
Reprodução
Vereador Átila A. Nunes (DEM) é líder do governo há quase dois meses

Líder do governo do prefeito Eduardo Paes na Câmara Municipal do Rio de Janeiro , o vereador Átila A. Nunes (DEM) acredita que o diálogo entre os parlamentares é um dos ponts fundamentais para um bom trabalho do legislativo.

"Temos uma Câmara muito experiente, uma legislatura muito qualificada, com nomes que sempre se destacaram na política e que exigem mais debate, até por causa do desgaste causado pela política adotada durante a gestão Crivella com os vereadores . Só para citar alguns dos políticos experientes que compõem a Câmara: Lindbergh Farias, que atuou no Senado; o próprio Chico Alencar, na Câmara Federal; a continuidade de lideranças como o vereador Cesar Maia, prefeito da cidade por três vezes; o próprio Jorge Felippe, que comandou a Câmara por mais de uma década e Tarcisío Motta, que disputou com boa votação o governo do Estado por duas vezes. Há uma necessidade maior da defesa de projetos de lei enviados pelo executivo e mais diálogo por parte do líder do governo, inclusive com a própria base. Eu considero esse um dos maiores desafios, sem dúvida", disse.

AGENDA DE 2021

Ainda para este ano, o governo municipal tenta aprovar alguns projetos de lei que adequem o equilíbrio fiscal. "Há projetos fundamentais para reconstruir a cidade depois de quatro anos de um governo desastroso, que abandonou a população e deixou um rombo de R$ 10 bilhões. O primeiro esforço é buscar o equilíbrio fiscal das contas, ao mesmo tempo em que combatemos a pandemia, para retomarmos a capacidade de investimento da prefeitura. Há projetos como o Reviver Centro, por exemplo, que cria benefícios fiscais e urbanísticos para atrair moradores e estimular a recuperação social e econômica da região central do Rio de Janeiro. O Plano Diretor da cidade também será revisado este ano", completou Átila.

A favor da Eletrobras

O deputado Paulo Ramos (PDT) alerta após Senado aprovar MP que permite privatização da Eletrobras. "Um país soberano controla os setores estratégicos da economia. A Eletrobras é um patrimônio nacional, tem papel importante para um projeto nacional. Colocar as ações no mercado, reduzir a participação Estatal, é um crime de lesa-pátria! Vamos continuar a luta na Câmara", escreveu.

Em defesa da mulher

Em três meses de atuação, a Ronda Maria da Penha da Guarda Municipal do Rio já assistiu 187 pessoas e realizou 767 atendimentos. Ação foi implantada em março e agentes capacitados atuam na verificação do cumprimento de medidas protetivas deferidas pelos juizados de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher da Capital.


MIS reabre as portas

O Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro vai reabrir suas portas para pesquisadores amanhã (22), depois de mais de um ano fechado por conta da pandemia. Para ter acesso, não é preciso agendamento, mas instituição exige cuidados contra a Covid-19 e limita o número de visitantes a cinco por vez. Outra novidade é o uso de QRCODE para obter informações sobre os objetos do acervo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários