Bispo Abner Ferreira
Divulgação
Bispo Abner Ferreira

Vejo muita gente  usar o termo humildade para definir pessoas de poucos recursos. Isso é um grande equívoco. Humildade não tem a ver com dinheiro, mas com caráter. Tenho  amigos com grandes patrimônios que são extremamente humildes, assim como observo pessoas com grandes dificuldades financeiras que são excessivamente soberbas.

A soberba nasce de um caráter mal desenvolvido, cresce na personalidade e se sustenta no coração, tornando o indivíduo orgulhoso e prepotente. “A soberba faz o grão de areia pensar que é montanha”, diz o autor desconhecido.
Tanto os gênios, quanto os seres mais simples podem produzir grandes feitos, mas isso não lhes dá uma superioridade diante dos outros. O comportamento arrogante, assim como o humilde tem suas recompensas.

Observe o que diz o livro de Provérbios: “A soberba do homem o abaterá, mas o humilde de espírito obterá honra”, Pv. 29.23. E ainda: “A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito precede a queda”, Pv. 16.18.

A humildade nos permite medir nossos passos no caminho para não tropeçarmos nos outros. Em sua etimologia, a expressão humildade se refere ao essencial. A expressão humildade vem no latim, húmus, que significa terra fértil, rica em nutrientes e pronta para receber a semente.

Ou seja, uma pessoa humilde está sempre pronta para ser aprendiz, permitindo que a semente possa brotar em seu coração." A expressão sincera da humildade não é um sinal de ingenuidade ou de fraqueza, muito pelo contrário, é sinal de lucidez e de força interior.
As pessoas humildes demostram grandeza na vida e nunca se expõem, mas deixam que suas realizações falem por si. São pessoas capazes de considerar os outros superiores a si mesmo e que se dispõem a aprender com todos, independentemente de títulos.

O segredo da humildade é que ela estimula e fortalece os bons relacionamentos interpessoais e confere mais qualidade de vida. É uma virtude que une, diferentemente da arrogância que separa. Busque ser humilde; fale menos de si mesmo aos outros, não queira ser o centro das atenções, reconheça seus erros e imperfeições, mostre interesse e respeito pelos feitos das outras pessoas. Resista a tentação de mostrar seu poder e de receber a validação dos outros.

Leia Também

Com a experiência que tenho na liderança de pessoas, vejo a humildade como virtude fundamental nos relacionamentos. Jesus, inclusive, ensinou muito sobre ela. Em uma reunião com os discípulos, Jesus fez questão de lavar os pés de cada um deles para provar o que estava ensinando.

Veja só: “Jesus, sabendo que o Pai tinha depositado nas suas mãos todas as coisas, e que havia saído de Deus, e que ia para Deus, levantou-se da ceia, tirou as vestes e, tomando uma toalha, cingiu-se. Depois, pôs água numa bacia e começou a lavar os pés aos discípulos e a enxugar-lhos com a toalha com que estava cingido”, Jo 13.3-5.

Observe os versículos seguintes: “Depois que lhes lavou os pés, e tomou as suas vestes, e se assentou outra vez à mesa, disse-lhes: 'Entendeis o que vos tenho feito? Vós me chamais Mestre e Senhor e dizeis bem, porque eu o sou. Ora, se eu, Senhor e Mestre, vos lavei os pés, vós deveis também lavar os pés uns aos outros. Porque eu vos dei o exemplo, para que, como eu vos fiz, façais vós também. Na verdade, na verdade vos digo que não é o servo maior do que o seu senhor, nem o enviado, maior do que aquele que o enviou. Se sabeis essas coisas, bem-aventurados sois se as fizerdes'”, Jo 13.12-17.

É preciso dizer mais alguma coisa? Deus abençoe a tua semana.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários