Tamanho do texto

Racismo, preconceito, desigualdade social... Estamos bem representados na PolíticaBrasileira? Qual o futuro do nosso Brasil?

A filantropa Ester Sanches-Naek é a brasileira afro-descendente de maior expressão nos Estados Unidos
Reprodução
A filantropa Ester Sanches-Naek é a brasileira afro-descendente de maior expressão nos Estados Unidos

"Tive a sorte de nascer no Brasil, um país 'abençoado por Deus!' Pátria querida com a qual mantenho laços eternos! Mas Deus me abençoou com a oportunidade de morar nos Estados Unidos, uma Nação de primeiro mundo, onde o cidadão é respeitado e os politicos preocupados com o bem estar do povo. Hoje os dois países passam por momentos desafiadores, porém, sinto pena do Brasil e orgulho dos Estados Unidos!!! Os políticos brasileiros parecem que não sentem vergonha enganando o povo... O Brasil e o povo brasileiro tem muito que aprender com os Estados Unidos... Quem ama cuida, respeita e quer bem!"
ESTER SANCHES-NAEK , Filantropa

Leia também: A "luta" continua...

Adamo Rodrigo é Diretor da Organização de Líderes Negros do Brasil
Reprodução
Adamo Rodrigo é Diretor da Organização de Líderes Negros do Brasil

"No cenário político brasileiro hoje, além de sermos a minoria, não temos representação expressiva pelos nossos direitos e interesses. Precisamos de Leis mais amplas e objetivas em que as empresas privadas incluam mais negros no mercado de trabalho. Com a Lei n° 12.990/2014, que reserva 20% das vagas em concursos públicos federais para pretos e pardos, há um avanço, mas ainda é muito pequeno. Existe deficiência no sistema: saímos com qualificação das universidades, mas com grande dificuldade de sermos absorvidos pelo mercado de trabalho."
ÁDAMO RODRIGO , empresário e Diretor da OLNB - Organização de Líderes Negros do Brasil.

O cantor Rodrigo Fox quer mais representatividade negra na política
Reprodução
O cantor Rodrigo Fox quer mais representatividade negra na política



"Representatividade. É isso que falta! Eu não me vejo respeitado, que dirá representado. Negro, da favela, DJ e cantor de funk, a todo momento sou rotulado socialmente e muitas vezes, não tenho oportunidade de mostrar o meu conteúdo, minha arte. Sou um sobrevivente de uma estatística cruel e real. Representamos mais da metade da população e ainda temos que gritar por espaço, igualdade, oportunidade em pleno século XXI. Será que um dia seremos livres, de verdade?! Enquanto isso, nesse baile da vida, vou acelerando em 150bpm cultivando alegria e sorriso".
RODRIGO FOX - DJ e cantor de funk

A modelo Cris Marques não está feliz com a situação política do Brasil
Reprodução
A modelo Cris Marques não está feliz com a situação política do Brasil



"NÃO! Na minha opinião acho que não estamos bem representados. E ainda tem muito o que melhorar na educação, saúde, no transporte, entre outros..."
CRIS MARQUES , modelo

Leia também: "Negro" ou "Preto"? Qual o termo mais adequado?

Ainda jovens, os irmãos Wallace e Vitória já tem uma visão crítica sobre a política nacional
Reprodução
Ainda jovens, os irmãos Wallace e Vitória já tem uma visão crítica sobre a política nacional

"Dizem que nós, as crianças, somos o futuro do Brasil. Por isso, o país precisa de respeito e educação. O nosso pai sempre se preocupou com os nossos estudos e nos ensinou a respeitar o próximo. Precisamos nos ver representados, por isso, valorizamos as nossas raízes e a nossa cultura e levamos a sério o que aprendemos. Queremos um Brasil melhor!"
WALLACE E VITÓRIA ("Os Irmãos Black Power"). Modelos e atores

Leia também: Cabeleireiro das estrelas: conheça Wilson Eliodorio

O estudante Ciro Nathan acredita que a questão racial não é o cerne dos problemas na política do Brasil
Reprodução
O estudante Ciro Nathan acredita que a questão racial não é o cerne dos problemas na política do Brasil


"Não estamos de jeito nenhum, muito pelo contrário. O que falta? Representantes de verdade – independente da raça – que realmente busquem melhorar a situação que o Brasil vive hoje."
CIRO NATHAN , estudante de Engenharia civil e modelo

Leia também: Meu turbante é minha coroa!

Reprodução
"A população não tem acesso aos governantes", diz a modelo Nilma Duarte


"Somos 'pessimamente' representados. A população não tem acesso aos governantes. Isto implica na falta de respostas para muitas de nossas queixas. O que falta é uma politica focada especialmente para os interesses públicos. A culpa pode ser justificada por duas questões: falta de opção na hora do voto e a falta de caráter daqueles que estão no poder. A população nunca está em seus interesses, o que prevalece são interesses próprios."
NILMA DUARTE , modelo plus size

Leia também a enquete: se você encontrasse a Princesa Isabel, o que você diria?

Alberto Plácido é mais um que não acredita que a população está bem representada pelos políticos
Reprodução
Alberto Plácido é mais um que não acredita que a população está bem representada pelos políticos



"Na minha opinião NÃO! Os políticos só estão interessados em interesses próprios, em ganhar dinheiro. Enquanto isso, a população passa por diversas dificuldades... Isso é o Brasil!"
ALBERTO PLÁCIDO , modelo

Leia também: Sua pele. Dicas da dermatologista das estrelas

A recepcionista Silvana Santana acredita que a política brasileira reflete a nossa população
Reprodução
A recepcionista Silvana Santana acredita que a política brasileira reflete a nossa população



"Não. Infelizmente, os políticos representam o que o povo quer: se o Brasil é representado por um idiota é porque o povo é idiota. Se o Brasil é representado por uma pessoa decente e comprometida, significa que o povo sabe escolher em quem votar! Somos maioria da população, mas temos poucos negros no poder. E os poucos que lá estão olham para nós aqui fora? O caso mais notável no Brasil é o da população afro-brasileira, que acumula, ao longo de muitas décadas, um conjunto de desvantagens que têm como consequência sua permanência entre os mais pobres da população brasileira. Os negros têm mais dificuldades para ascender socialmente no Brasil, e os poucos que estão lá dentro não olham para sua raiz aqui fora. Lamentável!"
SILVANA SANTAVA , recepcionista

Leia também: Racismo Virtual. Como "deletar" os infratores

Jean Nascimento, Presidente da Associação Negra Paulistana, quer a formação de uma forte 'bancada negra' na política
Reprodução
Jean Nascimento, Presidente da Associação Negra Paulistana, quer a formação de uma forte 'bancada negra' na política


"Somos 53% da população brasileira, poderíamos ter uma forte bancada na politica, mas infelizmente ainda está longe da realidade. Depois de um encontro com o reverendo Jesse Jackson, ativista, um grande líder dos Estados Unidos – ele que também esteve junto a Malcon X e Martin Luther King Jr na luta pelos direitos civis para os negros nos EUA –, tive a força que precisava para criar a Convenção de Líderes Negros do Brasil (CLNB). A nossa ideia é unir forças em uma só voz, como faziam nossos anciões: tocavam os tambores para os quilombos se unirem e se fortalecerem relatando as suas necessidades. UNIÃO! Creio que este é o caminho para chegarmos fortes na politica."
JEAN NASCIMENTO , Presidente da Associação Negra Paulistana

Leia também: Nas passarelas da mídia

DISQUE 100. DENUNCIE!

O Disque 100 é um serviço de atendimento telefônico gratuito, que funciona 24 horas por dia, nos 7 dias da semana. As denúncias recebidas na Ouvidoria dos Direitos Humanos e no Disque 100 são analisadas, tratadas e encaminhadas aos órgãos responsáveis.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.