Pantanal
Agência Brasil
Foram registrados 2.667 focos de incêndio no Pantanal.

Nos primeiros 20 dias de outubro foram registrados 2.667 focos de incêndio no Pantanal , 408% a mais do que no mesmo período do ano passado, apontam dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Mas o bioma não é o único a registrar alta no número de queimadas. Na Amazônia foram mais de 12 mil focos de incêndio somente nos primeiros 20 dias do mês, um aumento de 211% em relação ao mesmo intervalo no último ano.

No Cerrado foram 11.946 focos registrados no período, um crescimento de 86%. Faltando dez dias para o fim do mês, os três biomas já queimaram mais do que durante todo outubro de 2019.

Rômulo Batista, porta-voz da campanha de Amazônia do Greenpeace Brasil, afirmou, em nota, que o aumento dos focos de calor é resultado da "completa falta" de política ambiental do governo.

“Não existe nenhum esforço de prevenção aos desmatamentos e queimadas, e as soluções apresentadas pelo governo como a GLO (Garantia da Lei e da Ordem) ou a Moratória do Fogo se mostrou completamente ineficiente. Agora a questão que fica é se foi por pura incompetência ou conivência com aqueles poucos que irão lucrar com toda essa destruição”, afirmou Batista.

    Veja Também

      Mostrar mais