Desmatamento
Divulgação/Imazon
Ministério defende proteger apenas 390 mil hectares, o que corresponde a um terço da área desmatada entre agosto de 2018 e julho de 2019.

Em ofício enviado ao Ministério da Economia, o Ministério do Meio Ambiente mostrou desejo de reduzir a meta oficial de preservação da Amazônia . A informação foi dada nesta pelo jornal “ O Estado de S. Paulo ” nesta terça-feira (4).

De acordo com o documento, o Ministério do Meio Ambiente quer mudar a meta para que sejam protegidos apenas 390 mil hectares da floresta amazônica. A área que o ministério sugere corresponde à apenas um terço do que foi desmatado entre agosto de 2018 e julho de 2019. Segundo o Inpe, durante esse período, foram desmatados 976,2 mil hectares.

Além de defender a proteção de uma área pequena, o ofício vai contra o Plano Plurianual (PPA), que contém objetivos que o governo tem que perseguir até 2023. O documento, que foi aprovado em 2019, diz que o desmatamento deveria ser reduzido em 90% em todos os biomas brasileiros, e não somente na Amazônia.

O ofício da pasta foi assinado por Luís Biagioni, secretário-executivo do ministério e abaixo apenas do ministro Ricardo Salles na hierarquia da pasta. Uma nota que foi anexada ao documento diz que o ministério não atingiria a meta do PPA pela falta de ações em parceria com governos estaduais e do governo federal.

A pasta disse ainda que não incluiu outros biomas no pedido de alteração de meta por não possuir dados suficientes para realizar o monitoramento do desmatamento.

    Veja Também

      Mostrar mais