Tamanho do texto

O Ministério do Meio Ambiente chegou a cancelar na última semana a realização da Semana da América Latina e Caribe sobre mudanças climáticas

Ricardo Salles
Jorge William/Agência O Globo
O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, afirmou que mudanças climáticas não é um tema da agenda da pasta

O Ministério do Meio Ambiente divulgou nota neste domingo (19) confirmando a participação na Semana do Clima da América Latina e Caribe, a ser realizada de 19 a 23 de agosto na cidade de Salvador. A semana vai tratar de mudanças climáticas na região e funciona como preparação para a Conferência do Clima das Nações Unidas (COP-25), que ocorrerá em dezembro deste ano no Chile.

Leia também: Salles questiona eficácia de fundo bilionário para preservação da Amazônia

Na última semana, o ministro da pasta, Ricardo Salles, havia se posicionado de forma contrária à realização do evento no Brasil, e chegou a cancelá-lo . O ministro justificou a ação afirmando que as mudanças climáticas não estão no escopo da agenda atual da pasta. A intenção da semana é apresentar pautas até a realização da Conferência do Clima das Nações Unidas ( COP-25 ), em dezembro. O Brasil também sediaria este evento, mas desistiu no ano passado.

O prefeito de Salvador ACM Neto, por sua vez, afirmou que a cidade tinha interesse em receber a reunião da ONU , mesmo sem apoio do governo federal.

Segundo a nota publicada no domingo no site do Ministério, o governo federal vai apresentar uma proposta para debate nas atividades da semana, que reunirá representações de diversos países para discutir desafios relacionados ao fenômeno das mudanças climáticas na região.

Leia também: Ricardo Salles rebate carta de ex-ministros do Meio Ambiente

O Executivo “decidiu formular proposta com ênfase na Agenda de Qualidade Ambiental Urbana e no Pagamento por Serviços Ambientais, através de instrumentos financeiros que visem dar efetividade econômica às atuais e futuras ações de mitigação e adaptação às mudanças climáticas no Brasil”, diz o comunicado.