Tamanho do texto

Zara tinha um ano e meio quando, tentando defender sua família, mordeu o menino, que colocara braço no espaço onde ela morava no zoológico húngaro

A suricata Zara, com 18 meses, era um dos animais mais queridos do zoológico (imagem meramente ilustrativa)
Reprodução/Shutterstock
A suricata Zara, com 18 meses, era um dos animais mais queridos do zoológico (imagem meramente ilustrativa)


Um menino de 12 está recebendo ameaças de morte após matar uma suricata que estava prenhe. De acordo com o portal Daily Mail , o caso aconteceu em um zoológico na Hungria, que recebia uma excursão escolar quando aconteceu o incidente. O estudante ignorou os avisos, colocou o braço dentro da cerca onde o animal ficava e foi mordido. Em seguida, a jogou no chão e fez com que ela e seu filhote morressem.

Leia também: Homem morre após ser pisoteado por elefante enquanto nadava em rio na Índia

Conhecido como Zara, a suricata tinha um ano e meio de idade e estava prenhe, mordendo o menino porque se sentira ameaçada com os movimentos e, desse modo, quis defender a si e a sua prole. “De quem é a culpa? De que hoje em dia os jovens estão se tornando cada vez mais desrespeitosos com a natureza e a vida, ou dos professores que estão cada vez menos atentos com seus alunos, ou mesmo dos pais?”, questionou Tamas Tokovics, diretor do zoológico Kecskemeti.

Tokovics ainda declarou à imprensa local que Zara era um dos animais mais queridos do local, sendo que ela até mesmo já passou algum tempo na casa do diretor do zoológico, sendo "muito amigável com seu cachorro".

"Eu tenho que certeza que muitos de vocês se lembram de quando ela se tornou uma estrela, há um ano e meio, quando chegou até nós. Com sua animação, curiosidade, corridas, ela roubou o coração de todos", disse.

Leia também: Apelidada de "alien", criatura diferente aparece em praia e intriga moradores

Ameaças ao menino nas redes sociais

O caso repercutiu na mídia de diversos países e resultou em ameaças de morte contra o garoto. “Ele deveria ser jogado no chão de maneira tão forte que não conseguiria se levantar novamente”, uma pessoa escreveu em seu Facebook, que também registrou frases como “ crueldade animal deve ser punida pela lei!”.

Leia também: Marsupiais australianos que morrem de tanto fazer sexo correm risco de extinção

Tokovics foi questionado sobre a situação nas redes sociais e declarou, em nota: “Não devemos começar a procurar um bode expiatório, porque não podemos fazer uma tragédia acontecer novamente. Vamos dar pequenos passos para construir um mundo onde coisas assim não possam acontecer enquanto observamos a natureza”, concluiu sobre o caso envolvendo a morte da  suricata .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.