Tamanho do texto

Homem de 50 anos, cuja identidade não foi revelada, estava limpando a jaula do tigre quando sofreu o ataque fatal; a polícia está investigando o caso

O zoológico onde o ataque de tigre aconteceu estava fechado para reformas desde novembro do ano passado
Reprodução/Daily Mail
O zoológico onde o ataque de tigre aconteceu estava fechado para reformas desde novembro do ano passado


Um cuidador de 50 anos, cujo nome não foi divulgado, morreu após ser atacado por um tigre no sul da China. De acordo com informações do Daily Mail , o homem trabalhava em um zoológico e, enquanto limpava a jaula do animal, sofreu o ataque.

Leia também: Mãe gambá luta contra cobra píton para salvar a vida de seu filhote; veja

A vítima estava dentro da jaula junto de um colega, que também trabalha no zoológico Bear & Tiger, na província de Guangxi, na tarde da terça-feira (8). Em determinado momento, o outro cuidador teve que sair do local e, em seguida, um tigre atacou o homem, que não resistiu aos ferimentos.

O estabelecimento confirmou a morte do funcionário, e uma mulher que também trabalha no zoológico disse ao Pear Video que “é verdade, um de nossos empregados foi atacado até a morte”. O policial Huang Tibiao, do Departamento de Engenharia Florestal da região, explicou que já existe uma investigação em andamento sobre o caso.

Com cerca de 1,3 mil tigres de diferentes espécies, como tigres siberianos e de bengala, o Bear & Tiger está fechado para reformas desde novembro do ano passado. Não foi divulgada qual a espécie do animal responsável pela morte.

Ataque de leão na África do Sul

Em uma situação semelhante, o britânico Mike Hodge, dono de um santuário animal na África do Sul, foi atacado por um leão logo após entrar no espaço onde o felino ficava . De acordo com informações do  The Guardian , o homem sentiu um odor diferente no local e decidiu averiguar a situação, porém, quando tentava abrir um dos portões para sair do espaço, foi mordido pelo mamífero. Ele sobreviveu.

O caso aconteceu na última semana no Santuário Animal Marakele, na cidade sul-africana de Thabazimbi, e foi registrado por turistas que visitavam o local. No vídeo, que viralizou nas redes sociais, é possível ver Hodge sendo arrastado pelo  leão  enquanto os visitantes gritam em desespero. Assista:


Leia também: Taxista indiano tenta tirar selfie com urso e morre após ataque do animal

Segundo o  The Sun , o leão foi sacrificado durante o ataque , o que deixou Hodge e sua esposa, Chrissy, devastados. Os dois se mudaram do Reino Unido em 2003, quando começaram um projeto com leões em Thabazimbi. Em 2010, o casal decidiu abrir o santuário. No caso da China, não foi divulgada a atual situação do  tigre .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.