James Webb telescópio
Reprodução
James Webb telescópio

Foi lançado na manhã deste sábado (25), do centro espacial da Guiana Francesa, o foguete Ariane 5 com o maior e mais caro telescópio do mundo, o James Webb.

Após 30 anos de produção, e vários adiamentos no lançamento, o equipamento é fruto da parceria entre os norte-americanos da Nasa, da Agência Espacial Europeia (ESA) e da Agência Espacial Canadense (CSA).

O voo deve durar cerca de 27 minutos até entrar em sua órbita final, a cerca de 1,5 milhão de quilômetros da Terra.

Identificado pela sigla JWST (James Webb Space Telescope), ele promete revolucionar o entendimento humano sobre o Espaço e a formação das galáxias, pois tem a capacidade de observar a luz infravermelha, que é invisível ao olho humano.

Leia Também

Leia Também

Segundo os especialistas, vendo via infravermelho, será possível identificar as primeiras estruturas do Espaço, frutos do Big Bang.

A ideia é que ele seja o sucessor do telescópio Hubble, lançado no início da década de 1990, e que levou a inúmeras descobertas sobre as galáxias.

O Hubble ainda está em funcionamento e a Nasa estima até que ambos, mesmo com tecnologias muito diferentes, podem trabalhar em conjunto em determinados locais. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários