Paleontólogos sentam-se durante uma escavação em que fósseis de 98 milhões de anos foram encontrados, na Formação Candeleros no Vale do Rio Neuquen, no sudoeste da Argent
Jose Luis Carballido/CTyS-UNLaM
Paleontólogos sentam-se durante uma escavação em que fósseis de 98 milhões de anos foram encontrados, na Formação Candeleros no Vale do Rio Neuquen, no sudoeste da Argent


Cientistas acreditam que  fósseis gigantescos, de 98 milhões de anos e que foram descobertos no sudoeste da Argentina, podem ter pertencido ao maior dinossauro já conhecido .

Pedaços de osso fossilizado, de tamanho humano e pertencentes ao saurópode gigante, parecem ser de 10% a 20% maiores do que aqueles atribuídos ao Patagotitan mayorum , o maior dinossauro já identificado, de acordo com uma declaração, na quarta-feira (20), da agência científica CTYS da Universidade Nacional de La Matanza.

Você viu?

Os saurópodes eram enormes dinossauros comedores de plantas, de pescoço longo e cauda longa - as maiores criaturas terrestres que já existiram.

Alejandro Otero, do Museo de La Plata, da Argentina, está trabalhando para reunir uma imagem do novo dinossauro a partir de duas dúzias de vértebras e pedaços de osso pélvico identificados até agora. Ele publicou um artigo sobre o dinossauro não identificado para a revista científica Cretaceous Research.

A busca por mais partes do corpo, enterradas profundamente em rochas, continua. Para os cientistas, o ideal seria encontrar o grande fêmur ou ossos do úmero, que são úteis para estimar a massa corporal de uma criatura extinta .


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários