Partículas
Reprodução/Centro Alemão de Física
Descoberta foi nomeada de 'vidro líquido' por pesquisadores

Uma equipe de físicos da Universidade de Constança (UKON), localizada na Alemanha, afirma ter descoberto um novo estado transitório da matéria, que ganhou o nome de " vidro líquido " por conta do comportamento incomum e inédito das partículas.

Segundo as informações divulgadas pelos pesquisadores, ainda não foi possível identificar a origem deste novo e desordenado estado da matería, que age da seguinte maneira: ao invés de se alinharem para formar um padrão ao passar do estado líquido para o sólido , tais partículas de vidro se congelam antes que ocorra a cristalização.

De acordo com o site Sputnik, tal estado transitório ocorre entre a fase sólida e a coloidal, que acontece na dispersão da matéria composta por duas ou mais fases, normalmente uma fluida (líquido ou gás) e outra partículas sólidas muito finas. Um exemplo disso é a espuma ou o gel.

Diferentemente do que ocorria em outros estudos, os pesquisadores alemães fabricaram pequenas partículas elipsoides que, devido a sua forma distinta, têm orientação que leva a comportamentos nunca estudados anteriormente, conforme explicou um dos autores do experimento. Foi exatamente o aglomerado destas partículas , que se obstruem mutuamente, impedindo que possam realizar movimentos giratórios, que recebeu o nome de "vidro líquido".

Em entrevista a Sputnik, Matthias Fuchs, professor da professor de Teoria de Matéria Mole Condensada na UKON, afirmou que o experimento "fornece um tipo de evidência para a interação entre flutuações críticas e estrutura cristalina que a comunidade científica tem procurado há bastante tempo" e pode auxiliar no desenvolvimento de dispositivos de cristal líquido, como os monitores de computador.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários