ISS
Reprodução/ISS
No último dia 15 de novembro, nada menos do que 150 OVNIs foram registrados pelas câmeras da estação espacial

Existe vida fora da Terra ? Esta é uma pergunta que os cientistas e astrônomos seguem tentando explicar e que constantemente encontram novas evidências de que não estamos sozinhos no universo . No final do mês de novembro, as câmeras da Estação Espacial Internacional (ISS) registraram nada menos do que 150 Objetos Voadores Não Identificados, os populares OVNIs , em apenas um dia.

Os registros foram feitos no último dia 19 e chamaram a atenção dos pesquisadores por seu número excessivo, levantando a possibilidade de que não seria apenas "lixo espacial" gerado pelos inúmeros satélites em órbita e pedaços deixados por foguetes em distintas rotas. A quantidade de OVNIs foi tão grande que chegou a ultrapassar o campo de visão das câmeras da NASA.

Em publicação, o astronauta russo Ivan Vagner teve a felicidade de captar alguns desses corpos celestes passeando pelo espaço enquanto registrava uma aurora boreal, fenômeno óptico causado pelo impacto de partículas de vento solar com a alta atmosfera da Terra e canalizadas pelo campo magnético terrestre.

Na postagem, o próprio Vagner brinca com a possibilidade de ter feito imagens de alienígenas : "além da Aurora Boreal, é possível ver outras coisas. Cinco objetos aparecem voando juntos e a uma mesma distância. O que vocês acham que podem ser? Meteoros, satélites ou...".

Recentemente, os céus brasileiros também registraram as visitas de corpos celestes que iluminaram a noite. Porém, até o momento, todos foram identificados como  meteoros e até um foguete chinês , que chamou a atenção de moradores no Nordeste e gerou diversos registros nas redes sociais.

Até mesmo o Pentágono, sede do Departamento de Defesa dos EUA , liberou alguns registros feitos por pilotos norte-americanos sobre possíveis encontros com naves alienígenas . Neste ano, filmagens dos meses de abril e maio chamaram a atenção na internet, principalmente pelo fato de a agência não conseguir confirmar qual a origem dos OVNIs captados.

No texto divulgado, o Pentágono classificou as imagens como “ fenômenos aéros inexplicáveis” , mas garentiu que "após uma análise minuciosa, o departamento concluiu que a liberação desses vídeos não revela nenhuma informação sensível e não afeta investigações subsequentes de incursões no espaço aéreo militar por fenômenos aéreos não identificados".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários