Tamanho do texto

Lente utiliza sinais gerados pelos movimentos do próprio olho para controlar as mudanças de distância focal

Planeta

lente de contato arrow-options
shutterstock
Lente de contato que dá zoom usa sinais emitidos pelo próprio olho

O campo da robótica “soft”, ou robótica “mole”, tem sido intensamente explorado por cientistas. Esse ramo da ciência lida com materiais compatíveis com o corpo humano, semelhantes aos tecidos encontrados nos organismos vivos.

Leia também: Recursos naturais estão esgotados para esse ano, diz ONG

Dentro desse ramo, cientistas da Universidade da Califórnia em San Diego criaram uma lente de contato quem é capaz de dar zoom nas imagens.

Segundo os pesquisadores, robôs “moles” desenvolvidos previamente são ou controlados manualmente ou são manipulados por programas pré-escritos. Mas, neste novo trabalho, os cientistas conseguiram desenvolver uma nova interface humano-máquina que utiliza sinais “eletro-oculográficos”, que são sinais gerados pelos movimentos do próprio olho, para controlar as mudanças de distância focal da lente biomimética .

Os movimentos e deformações das lentes são alcançados pelo estímulo de diferentes áreas de filmes elastômeros dielétricos, que são polímeros inteligentes que produzem grandes deformações, imitando os mecanismos funcionais dos olhos humanos .

Leia também: Pesquisadores descobrem nova espécie de 'tubarão miniatura' que brilha no escuro

Esse sistema desenvolvido nesse estudo tem um potencial para ser usado, futuramente, em próteses visuais, óculos ajustáveis e robôs operados remotamente.

A pesquisa foi publicada na revista científica Advanced Functional Materials .