Tamanho do texto

Com apenas 300 km de diâmetro, Goblin pode ser importante na descoberta de mais informações sobre o nosso Sistema Solar e o suposto "Planeta X"

O novo planeta anão do Sistema Solar tem apenas 300 km de diâmetro e está na região externa do sistema
Reprodução/Instituto Carnegie de Ciência via The Guardian
O novo planeta anão do Sistema Solar tem apenas 300 km de diâmetro e está na região externa do sistema

Cientistas americanos anunciaram a descoberta de um novo planeta anão do Sistema Solar. Segundo informações do The Guardian , ele foi batizado de “Goblin”, é extremamente pequeno e está muito distante do nosso planeta, desafiando os limites já conhecidos do Sistema.

Leia também: Astrônomos descobrem o planeta Vulcano, casa do personagem Spock de Star Trek

Ele foi encontrado por astrônomos das Universidades do Havaí, Arizona e Carnegie que faziam uma busca pelo hipotético “Planeta X”, que pode ser um gigante maior do que Júpiter. O misterioso corpo celeste não foi encontrado mas, no seu lugar, localizaram o gelado novo planeta anão do Sistema Solar, que inclusive pode revelar pistas sobre a existência do também conhecido como “Planeta Nove”.

Isso porque parece que Goblin, com 300 km de diâmetro e a 65 Unidades Astronômicas (UA) do Sol (1 UA corresponde à distância entre o Sol e a Terra), está sob a influência gravitacional de algum objeto gigante que ainda não foi encontrado.

Ele está duas vezes e meia mais distante da estrela do que Plutão , pensando nas vezes em que se encontra mais próximo do centro da área, e é o terceiro menor planeta já encontrado no Sistema Solar externo. Os outros dois corpos celestes são Sedna e 2012 VP113, que, junto de Goblin, dão novos significados para a região.

“Estamos descobrindo agora como o Sistema Solar externo é e o que pode existir por ali”, disse Scott Sheppard, do Instituto Carnegie para a Ciência, localizado na capital dos Estados Unidos. “Acreditamos que existam milhares de planetas anões nas partes mais distantes do Sistema, e que estamos vendo apenas a ponta do iceberg nesse momento”.

Novo planeta anão e “irmãos” podem orbitar o mesmo corpo celeste

O novo planeta anão pode estar orbitando o Planeta Nove, cuja existência ainda não foi confirmada (foto ilustrativa)
Reprodução/Shutterstock
O novo planeta anão pode estar orbitando o Planeta Nove, cuja existência ainda não foi confirmada (foto ilustrativa)

Os três corpos celestes parecem estar agrupados e rodeando algum objeto “gigante” que ainda não foi identificado. Para os astrônomos, esse pode ser o nono planeta do nosso Sistema Solar, que poderia ser descrito como uma “super Terra”, em termos de dimensões.

Para Konstantin Batygin, professor do planetário do centro de pesquisas Caltech, esta é uma grande descoberta. “Para além dos séculos de pesquisas, nosso entendimento do Sistema Solar ainda é incompleto. Esse certamente é um ganho para a questão dos objetos que parecem orbitar o Planeta Nove ”.

Leia também: Cientistas encontram evidências de água em Marte em espécie de lago subterrânea

A descoberta do  novo planeta anão  foi feita com a ajuda de um telescópio japonês, localizado no vulcão adormecido Mauna, Kea, no Havaí, que é o único do mundo capaz de produzir imagens que captam o Sistema Solar externo.