Tamanho do texto

Com informações coletadas pela sonda Cassini, pesquisadores descobriram a presença de grandes e complexas moléculas em Encélado, lua de Saturno

Lua de Saturno, Enceladus pode ser uma grande candidata ao desenvolvimento da vida fora do planeta Terra
Nasa
Lua de Saturno, Enceladus pode ser uma grande candidata ao desenvolvimento da vida fora do planeta Terra

A sonda Cassini, da Nasa, coletou informações que revelaram a presença de moléculas necessárias para a vida fora da Terra em uma lua de Saturno. De acordo com análises realizadas pela Universidade de Heidelberg, na Alemanha, a lua Encélado também apresenta outras condições adequadas para o desenvolvimento da vida.

Leia também: 'Momento relaxante', diz mulher flagrada em caiaque cercado de tubarões brancos

O novo estudo, publicado em um artigo científico, identificou moléculas orgânicas grandes e complexas e demonstrou que Encélado teria fontes hidrotermais. Ela seriam capazes de se misturar com o material do núcleo da lua de Saturno , cheio de água, e também de liberar tal material no espaço em forma de partículas pequenas de gelo e também de vapor.

"Água líquida, fonte de energia e moléculas orgânicas são requeridas para sustentar a vida como conhecemos", disse Christopher Glein, cientista espacial, para o The Guardian . "Além da Terra, nenhum outro planeta no Sitema Solar confirmou evidências dos três elementos necessários em um ambiente contemporâneo para possuir vida".

A pesquisa ainda não é conclusiva e contou com a análise de dados que a sonda Cassini reuniu antes de ser desativada, em 2017.

Sonda Cassini e suas descobertas na lua de Saturno

Responsável por observações que revolucionaram a forma como os cientistas entendem Saturno , a missão Cassini foi iniciada em outubro de 1997. Ela demorou sete anos para percorrer mais de três bilhões de quilômetros até chegar ao planeta e seus famosos anéis, onde passou mais 13 anos e descobriu, dentre outros importantes feitos, seis de suas 60 luas.

Sem combustível o suficiente, os cientistas da  Nasa  decidiram que fazê-la atravessar a atmosfera do planeta, como um verdadeiro meteoro, é a melhor maneira de encerrar suas atividades. De acordo com o site  Telegraph,  a comunicação entre Cassini e a Terra foi encerrada em setembro do ano passado.

Devemos à missão a descoberta de que, na lua de Encélados, existe um grande oceano formado por água líquida, sais e compostos orgânicos simples. Tal descoberta despertou nos cientistas da Nasa a vontade de desenvolver um artefato espacial para ser enviado até Encélados em busca de formas de vida semelhantes as que são encontradas em nosso planeta.

Leia também: Humanos são única fonte de vida inteligente no espaço, sugere estudo britânico

Agora, com as novas descobertas justamente a partir de dados coletados pela Cassini, os astrônomos pretender enviar uma nova missão para a  lua de Saturno .

*Com informações da Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.