População em situação de rua em SP
Reprodução/MPBA
População em situação de rua em SP

Nove Centros Temporários de Acolhimento (CTA) passarão por reforma. As obras, já contratadas, serão realizadas por meio de parceria entre as secretarias municipais de Infraestrutura Urbana e Obras (SIURB) e de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS) e têm prazo contratual de execução de 90 dias.

A Prefeitura está investindo R$ 9,7 milhões nas melhorias garantindo, assim, atendimento de excelência à toda população que utiliza os serviços dos CTAs.
O atendimento nesses locais não será interrompido durante as reformas.

Para minimizar o impacto na rotina dos frequentadores e garantir a segurança de todos, as equipes técnicas da SIURB e da SMADS trabalham em conjunto para elaborar os cronogramas das atividades dentro de cada unidade.

Localizados nas zonas Oeste, Sul e Centro, passarão por obras os CTAs Butantã, Santo Amaro, Prates I e II, Canindé, Complexo Boracea, CAEM Maria Maria, CAEF Casa Verde e ILPI Canindé. Estão previstos serviços nas coberturas, esquadrias metálicas e de madeira, forros, revisão dos sistemas elétricos e hidráulicos, pisos, nova pintura e impermeabilização.

As unidades dos CTAs são totalmente estruturadas para o acolhimento provisório (pernoite) da população em situação de rua. Os centros oferecem privacidade e atendimento humanizado para quem busca atendimento. São aceitas pessoas adultas (acima de 18 anos) e grupos familiares (com ou sem crianças), respeitando sempre o perfil do usuário e sua orientação sexual.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários