São Paulo abrigará moradores de rua em estação do Metrô durante o frio
Reprodução: ACidade ON
São Paulo abrigará moradores de rua em estação do Metrô durante o frio


Atendendo ao pedido do padre Júlio Lancellotti, da Pastoral do Povo de Rua de São Paulo, o governador João Doria (PSDB) anunciou a liberação de estações do Metrô para receber pessoas em situação de rua em São Paulo. A ação emergencial faz parte da campanha "Inverno Solidário" com a chegada de uma forte frente fria no estado.

Nos dias 28, 29, 30 e 31 a estação Pedro II abrirá 400 vagas para homens das 20h às 8h, período no qual o frio se intensifica na capital paulista. Questionada sobre a situação das mulheres, Célia Parnes, secretária de desenvolvimento social, explicou que o abrigo será masculino pois é onde há maior demanda por vagas.

"Existem vagas femininas oferecidas pela capital em quantidade suficiente e também para seus animais de estimação. Neste caso, a maior demanda é realmente para homens, por isso o abrigo é exclusivamente masculino", afirmou Pernes.

Você viu?

O governo do estado anunciou também o investimento de R$ 3,7 milhões para 2 mil novas vagas de acolhimento para agosto, setembro e outubro em 134 municípios paulistas.

Já são 83 mil cobertores térmicos de microfibra distribuídos aos moradores em situação de rua no "Inverno Solidário". 50 mil deles já foram entregues; 33 mil serão entregues até sexta-feira (30). Em parceria com empresários da iniciativa privada, o governo anunciou que mais de 2 mil agasalhos e 23 mil pares de meia serão doados.

Além do jantar, o restaurante "Bom Prato" vai distribuir também o sopão nas unidades do Brás, São Mateus, Santana, Capão Redondo, Ferraz de Vasconcelos, São José dos Campos, Taubaté, Itapevi, Perus e Taboão da Serra.

Confira todas as medidas do "Inverno Solidário":


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários