Ilustração de quiosques em homenagem a Moïse
Divulgação/ Prefeitura do Rio
Ilustração de quiosques em homenagem a Moïse


A família do jovem congolês Moïse Mugenyi Kabagambe, 24, desistiu de assumir a concessão dos quiosques onde ele foi assassinado na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. A recusa foi motivada por medo, especialmente após o responsável pela concessão de um dos estabelecimentos dizer que não sairia de lá .


"A partir daí a família ficou com muito medo. Eles não querem mais conflito com ninguém", disse o advogado Rodrigo Mondego, da comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Rio de Janeiro (OAB-RJ).


Segundo a Folha de S. Paulo, parentes do congolês fizeram relatos de intimidação por parte de dois policiais militares que os abordaram após o crime. A  denúncia é investigada pela Corregedoria da Polícia Militar.


Reparação

No dia 7 de fevereiro, após o caso ter grande repercussão, a Prefeitura do Rio de Janeiro firmou um termo de compromisso com a família de Moïse para que eles  assumissem a gestão dos quiosques Biruta e Tropicália, sem necessidade de pagar aluguel, até fevereiro de 2030.

Leia Também


De acordo com a publicação, no caso do Biruta, a situação ainda tinha pendências judiciais, já que a concessionária Orla Rio precisava retomar a posse, que havia sido cedida pelo operador a terceiros.


Agora com a desistência, o advogado afirma que a família vai conversar com a gestão municipal para declarar seu interesse em assumir algum outro quiosque que esteja vazio. A ideia da gestão municipal era transformar os estabelecimentos em uma espécie de memorial em homenagem à cultura africana.


Assassinato brutal

Moïse Kabagambe foi espancado por três homens que lhe agrediram com pauladas no dia 24 de janeiro. Imagens mostram que mesmo no chão, sem oferecer resistência, ele continuou apanhando. O congolês havia ido ao quiosque cobrar R$ 200 por duas diárias de trabalho não remuneradas. Os agressores já estão detidos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários