USGS, dos Estados Unidos, registrou o terremoto no norte do Brasil
Reprodução
USGS, dos Estados Unidos, registrou o terremoto no norte do Brasil

Um terremoto de 6,5 atingiu a região da Amazônia por volta das 21h55 de ontem (7). O alerta foi feito pelo Serviço Geológico dos Estados Unidos. Segundo os especialistas, o tremor teve magnitude de 6,5; e o epicentro localizado no Acre, a 100 km da cidade de Tarauacá.

O abalo sísmico aconteceu a uma profundidade de 616 quilômetros. Os tremores mais próximos da superfície, com profundidade entre 10 e 20 quilômetros, costumam causar mais dados do que os abalos semelhantes a esse.

Um outro tremor, réplica do principal, com magnitude de 4,8 e a 603 quilômetros de profundidade foi regustrado às 22h53. As réplicas são comuns após um grande terremoto.

Em 26 de maio, um abalo de magnitude 7,2 atingiu a região do Peru e da Bolívia, na região de Puno, que pode ser sentido no Chile, Equador, La Paz a em Rio Branco, no Acre, a uma profundidade de 212 quilômetros.

Segundo a MetSul Meteorologia, os abalos sentidos no Acre tem origem no Peru, com hipocentros ocorrendo a 600 quilômetros de profundidade, o que pode diminuir efeitos na superfície, mas, por outro lado, amplia o alcance.

"Isso explicaria o fato de terremotos ocorrerem no Peru e serem sentidos no Acre, visto que quanto maior a profundidade que o sismo ocorre maior é sua capacidade de propagação da onda. É que o que faz com que cidades acreanas como Tarauacá e Feijó sintam com frequência abalos em solo peruano", explicam os especialistas.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários