Padre foi afastado após admitir relacionamento com homem
Reprodução/Google Maps
Padre foi afastado após admitir relacionamento com homem

Um padre foi afastado das suas funções após confessar ter vivido um relacionamento com o noivo de um casamento celebrado por ele. O anúncio da decisão foi publicada nesta sexta-feira (3) pela Arquidiocese de Natal, após a esposa do rapaz divulgar um áudio.

Em nota, a instituição informou que o padre Júlio Cezar Souza Cavalcante, de 51 anos, será suspenso para a apuração de fatos e tomada das "devidas providências". As medidas foram uma determinação de Dom Jaime Vieira Rocha, Arcebispo de Natal.

"Também determinou que fosse aberta uma investigação prévia, conforme prescreve o Direito Canônico, para que sejam averiguadas as possíveis responsabilidades."

O relacionamento entre Júlio Cézar e o homem aconteceu há 10 anos, entre 2010 e 2012, mas o áudio em questão foi gravado apenas em 2019. Já o casamento do casal ocorreu anos depois do envolvimento entre o padre e o rapaz.

No áudio, o padre assumiu que teve até três relações sexuais com o homem, que desmente e afirma que eles se relacionaram divresas vezes.


Júlio também afirma na gravação que o relacionamento aconteceu devido a uma "grande fraqueza", e que "se arrependeu muito" do envolvimento com o homem.

Então presidente do Tribunal Eclesiástico Interdiocesano, que tem como objetivo julgar denúncias contra outros padres, Júlio Cezar afimou que depois desse caso nunca mais teve outro relacionamento.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários