O presidente Jair Bolsonaro (PL) sobrevoou, na manhã desta segunda-feira (30), as regiões afetadas pelo alto volume de chuvas no Recife
Reprodução - 30.05.2022
O presidente Jair Bolsonaro (PL) sobrevoou, na manhã desta segunda-feira (30), as regiões afetadas pelo alto volume de chuvas no Recife

O presidente  Jair Bolsonaro visitou nesta segunda-feira as áreas de Pernambuco atingidas pela chuva nos últimos dias e manifestou "pesar" às vítimas. O presidente citou que "problemas semelhantes" têm ocorrido no Brasil, como as chuvas em Petrópolis, em março deste ano, e na Bahia, em dezembro do ano passado. O governo anunciou a liberação de recursos para auxiliar na reconstrução da região e minimizar os impactos.

"Tivemos problemas semelhantes em Petrópolis, sul da Bahia, mais ao norte de Minas, estive ano passado no Acre também. Infelizmente, essas catástrofes acontecem, um país continental tem seus problemas", afirmou Bolsonaro durante coletiva para tratar sobre as ações do governo federal no estado.

O presidente disse que o objetivo da ação do governo federal era "confortar os familiares" e ajudar a população "com meios materiais".

"Nós todos estamos obviamente tristes, manifestamos nosso voto de pesar aos familiares. O nosso objetivo maior é confortar os familiares e com meios materiais também atender a população."

O governo de Pernambuco confirmou, nesta segunda-feira (30), a morte de 91 pessoas em decorrência dos estragos causados pelas fortes chuvas que atingem o estado desde a semana passada . Ainda segundo o governo do estado, 14 municípios decretaram situação de emergência, 26 pessoas seguem desaparecidas, com outras 3.957 desabrigadas.

Entre as ações anunciadas pelo governo federal nesta segunda-feira, o ministro do Desenvolvimento Regional, Daniel Ferreira, afirmou que haverá liberação de recursos para ações de resposta e reconstrução. Disse, também, que o ministério reconhecerá nesta segunda-feira todos os decretos de emergência e calamidade pública, o que é necessário para autorizar os pagamentos. O ministro não explicou o valor exato que será destinado a Pernambuco.

"O presidente, logo que as chuvas começaram, assinou duas medidas provisórias, uma delas já foi aprovada no Congresso Nacional abrindo R$ 1 bilhão de crédito extraordinário em favor do Ministério do Desenvolvimento Regional para ações de resposta e reconstrução", afirmou. "Hoje serão publicados em Diário Oficial da União o reconhecimento de todos os decretos que já temos publicados e inseridos no sistema", completou.

CRITICAS AO GOVERNADOR 

O presidente foi questionado sobre o fato de o governador ter dito que não sabia da visita dele ao estado, Bolsonaro rebateu dizendo que sua presença foi amplamente divulgada pela imprensa.

"Faltou iniciativa da parte dele também. Aqui ninguém está proibindo de comparecer nesse local", afirmou. "Se o governador estava fazendo outra coisa, não sei. E talvez ache melhor não estar presente aqui."

Jair Bolsonaro afirmou que não ia politizar a questão, mas seguiu com as críticas. "Ele tem o candidato dele, eu respeito. Quem vai decidir é a população. Agora, no momento de crise, você vai atrás para ajudar, não fica esperando dentro de casa", disse. "O governador, no momento de crise, tem que esquecer a questão política, arregaçar as mangas e vir trabalhar de fato para o seu povo e não fazer política em cima da desgraça de alguns."

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários