Ciclone deixa uma pessoa desaparecida no RS
Reprodução - 17/05/2022
Ciclone deixa uma pessoa desaparecida no RS

Um barco com três tripulantes naufragou na noite desta segunda-feira (16), no Lago Guaíba, em Porto Alegre, após colidir com pedras, e causou a morte de um homem de 51 anos. Ademar Silveira da Silva ficou desaparecido durante toda a madrugada e teve seu corpo encontrado na manhã desta terça-feira pelo corpo de bombeiros, na Fazenda Arroio Grande, na Zona Sul da capital.

Outros dois tripulantes, Volmir Crestani Frazão, de 53 anos, e Lindomar da Silva, de 55, conseguiram se salvar nadando até a margem do Rio. O barco, que já foi localizado, estava inteiro mas com algumas escoriações.

No Uruguai, um homem de 24 anos morreu na tarde da segunda-feira depois que uma palmeira caiu no telhado de sua casa em decorrência do vento forte. O Sul e o Leste do país foram colocados em alerta laranja devido à ventos de até 130 km/h.

Segundo a MetSul Meteorologia, fortes ventos devem atingir especialmente o Leste gaúcho , com rajadas perto e acima de 100 km/h em grande parte da costa e da área da Lagoa dos Patos e entorno.

Além disso, a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros recomendam que a população entre em contato pelos números 197 e 193 em caso de risco. A Marinha, que classificou o evento como “tempestade tropical”, monitora a situação e alerta navegantes.

Em comunicado, a MetSul indicou que situação é classificada como perigosa e traz risco à população, com alta probabilidade de danos a serviços públicos como água e energia. Moradores de municípios do Sul e do Leste do Rio Grande do Sul devem enfrentar várias horas seguidas de vento muito forte a intenso com rajadas violentas.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários