Vereador Gabriel Monteiro
Gabriel de Paiva / Agência O Globo
Vereador Gabriel Monteiro

Em reunião na tarde desta terça-feira, o Conselho de Ética da Câmara indeferiu o pedido da defesa do vereador Gabriel Monteiro , para que fosse anulado o processo que avalia denúncias de quebra de decoro contra ele. 

No dia 25 de abril, o grupo vai ouvir as primeiras duas testemunhas, os ex-assessores de Monteiro Vinícius Hayden Witeze e Heitor Nazaré Neto. No próximo dia 24, às 14h30min, os advogados de Monteiro serão ouvidos pelos vereadores.

“Não está no rito, mas o conselho, de forma imparcial, vai ouvi-los”, disse o presidente do Conselho, Alexandre Isquierdo (União).

Apesar de já ter estourado o prazo para apresentação de testemunhas de defesa, o Conselho deu até a próxima sexta-feira para que o vereador apresente até cinco nomes, explica a vereadora Teresa Bergher (Cidadania).

“Foi uma decisão unânime dos membros do conselho, para evitar possíveis questionamentos futuros, sob alegação de que o conselho não deu o direito à ampla defesa.”


O relator Chico Alencar (PSOL), por sua vez, disse que a prorrogação do prazo foi um pedido dos advogados de Monteiro

“A rigor, na letra do regimento, o vereador não poderia mais apresentar. Mas, os advogados pediram para que, se não aceitássemos o pedido de anulação do processo, estendêssemos o prazo para apresentação de testemunhas. Acatamos para dar ampla defesa, mas serão até cinco, para não protelar muito”, explicou o parlamentar.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários