A vítima ainda segue hospitalizada
Reprodução - 11.04.2022
A vítima ainda segue hospitalizada

Após Elci Coutinho, de 72 anos, ter sido arrastada sua família agora enfrenta um novo drama: o assaltante, que levou os celulares junto com o carro, está usando uma rede social da vítima para pedir “ajuda a uma idosa muito doente”.

"Olha o nível de maldade: sabendo de toda a situação da minha mãe, eles estão em posse da minha conta no Instagram pedindo ajuda para uma senhora muito doente. Ou seja, mesmo após toda a situação que fizeram a gente passar, ainda continuam tentando aplicar golpe" conta o filho da idosa, Alex Coutinho, que dirigia o carro.

Ele conta que seus filhos não conseguem esquecer os momentos de sofrimento da avó:

 "Meus filhos ainda estão sentindo muito. E o que eu vou dizer para eles? Ontem eu só tive como orar com eles, porque não tem como convencer uma criança que viu a avó sendo arrastada a esquecer isso."

O crime aconteceu na noite do último sábado. Chegando em casa, no bairro da Pavuna, a família foi rendida por dois homens em uma moto. Além do motorista, Alex, do carro ser jogado no chão, os outros passageiros (sua esposa, Aline, e seus dois filhos) tiraram os cintos e se jogaram para fora do carro com o veículo em movimento. Mas a idosa ficou presa ao cinto e foi arrastada por três quarteirões .

"Foi de maldade. Ele (assaltante) poderia ter soltado minha mãe do cinto, mas seguiu com ela pendurada até o cinto arrebentar. Agora ela está sofrendo, com muita dor, sem pele no braço, nas costas e pernas, que foram arrastados por tantos metros" relata Alex, emocionado.

Ele lembra que todos conseguiram deixar o veículo, menos sua mãe:

Leia Também

"Meus filhos pularam do veículo, minha esposa também. Mas minha mãe não conseguiu se soltar e, quando o carro parou por conta de o assaltante ter se atrapalhado com o carro automático, minha esposa volta para lá e tentou tirar minha a mãe. Minha esposa tomou duas coronhadas no braço e ainda ouviu um “Deixa a velha, você está me atrapalhando”, foi quando acelerou e minha mãe foi levada" relata Alex Coutinho, filho da idosa. Ele dirigia o carro.

Os cinco ocupantes do veículo, que retornavam de um aniversário na Região dos Lagos, foram surpreendidos por dois homens em uma moto que anunciaram o assalto quando estavam parados em um sinal de trânsito, na altura do Fórum da Pavuna por volta das 20h30.

Um vídeo de câmera de segurança obtido pela polícia mostra a idosa rolando no asfalto após o cinto arrebentar. O veículo roubado passa em alta velocidade pela rua, ultrapassando outros carros.

A cirurgia para a implantação de uma prótese no ombro, programada para segunda-feira, foi remarcada para esta terça-feira, segundo familiares. A direção do Hospital Estadual Getúlio Vargas informa que o estado de saúde da paciente é estável.

Por conta de o carro ser automático, o motorista imagina que o assaltante tenha tido dificuldade de sair dirigindo. A idosa foi arrastada por três quarteirões: seguiram pela Avenida Sargento de Milícias, Rua Sargento Benedito Silva e, ao passar na esquina com a Rua Catão, o cinto arrebentou e a idosa ficou no chão.

"Um dos autores já foi identificado e vamos tentar executar as medidas cautelares nas próximas horas. A Polícia Civil já está em posse de imagens, para tentar saber a direção que o veículo tomou, e o 41° BPM (Irajá) está fazendo buscas para recuperar o carro" explicou o delegado Thiago Dorigo, titular da 39ª DP (Pavuna).

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários