Mourão defende Milton Ribeiro, mas cobra esclarecimentos sobre áudio
MARCELO CAMARGO/AGÊNCIA BRASIL
Mourão defende Milton Ribeiro, mas cobra esclarecimentos sobre áudio

O vice-presidente Hamilton Mourão defendeu, nesta quarta-feira (23), o ministro da Educação, Milton Ribeiro,  após o vazamento do áudio que causou polêmica. No áudio, Milton Ribeiro aponta favorecimento a pastores amigos de Bolsonaro com verbas do MEC a pedido do próprio presidente.

Mourão afirmou que vê o ministro como alguém honesto, mas reiterou que ele precisa esclarecer o conteúdo do áudio em que aponta favorecimento a pastores.

"O que eu, minha visão que eu tenho a respeito do trabalho do ministro Milton, é que ele é uma pessoa que é honesta, ele tem honestidade de propósito, ele é uma pessoa extremamente educada, cautelosa nas coisas. Então eu acho que tem que esclarecer essa situação aí para se chegar a uma conclusão do que realmente ocorreu e se realmente houve algo que não seja realizado dentro dos princípios da administração pública", afirmou Mourão.

O áudio da reunião foi obtido pelo jornal "Folha de S.Paulo" nesta semana, mas, na semana passada, o jornal "O Estado de S. Paulo" já havia apontado a existência de um "gabinete paralelo" de pastores que controlaria verbas e a agenda do Ministério da Educação.

Leia Também

Os pastores a que o ministro da Educação se refere são Gilmar Santos e Arilton Moura. Eles não têm cargo no governo, mas participaram de diversas reuniões com membros da pasta. Houveram também,  ao menos, quatro reuniões diretas com o presidente Jair Bolsonaro (PL).

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários