Fininho é réu na Operação Intocáveis, do MPRJ
Reprodução 11/03/2022
Fininho é réu na Operação Intocáveis, do MPRJ

O miliciano Marcus Vinicius Reis dos Santos, o Fininho, um dos réus da Operação Intocáveis, do Ministério Público do Rio (MPRJ) foi preso na manhã desta sexta. O Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MPRJ descobriu que ele foi solto irregularmente pela Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), pois Fininho ainda tinha um mandado de prisão ativo. Por isso, agentes do MPRJ foram prender o miliciano, que estava na sua cobertura no Recreio dos Bandeirantes, também na Zona Oeste.

Fininho foi condenado no fim do mês passado pelo crime de organização criminosa por ser um dos chefes da milicia de Rio das Pedras e da Muzema.

Segundo o MPRJ, embora Fininho tivesse direito ao benefício da progressão de regime pela Intocáveis, ele não poderia ter saído da prisão por ainda ter pena a cumprir em outros dois crimes, um deles por lavagem de dinheiro.

O miliciano foi libertado em 22 de fevereiro. A promotoria já está mandando ofícios para a Seap e a Polícia Civil para saber o motivo da soltura irregular.

A Secretaria estadual de Administração Penitenciária (Seap) informou que que está verificando o "equívoco" apontado pelo MPRJ na soltura do miliciano de Rio das Pedras.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários