Cracolândia
Rovena Rosa/Agância Brasil
Cracolândia

A Prefeitura de São Paulo reafirmou nesta sexta-feira, 25/02, seu integral apoio à Operação Caronte, deflagrada em maio do ano passado pela Polícia Civil do Estado de São Paulo para combater e reprimir a atuação de organizações criminosas armadas que exploram o tráfico de drogas e na região da Luz, região central da cidade.

Com apoio da Polícia Militar, Guarda Civil Metropolitana (GCM) e da Subprefeitura da Sé, desde o início da ação a Operação Caronte já prendeu 77 pessoas por tráfico de drogas, vários entorpecentes – maconha, cocaína e crack – e pelo menos R$ 10 mil em dinheiro.

O delegado titular do 77º Distrito Policial, Severino Pereira Vasconcelos, responsável pela Operação Caronte, participou na manhã desta sexta-feira (25/02) de reunião com o prefeito Ricardo Nunes e secretários municipais e estaduais para um balanço do programa Redenção, que prevê o acolhimento social, tratamento médico e a reinserção de dependentes químicos na sociedade. Vasconcelos explicou que a operação foi precedida por um profundo estudo da região e de análise de informações que serviram de base para a ação deflagrada em maio do ano passado.

“Nós estudamos bem essa área e programamos seis fases”, contou Vasconcelos. “Primeiro identificamos quem eram os traficantes e começamos a agir no entorno para combater o crime organizado”, explicou o delegado. O objetivo é combater o tráfico e o comércio ilegal de drogas para ajudar os dependentes químicos deixem de ser “escravizados” pelos traficantes.

De acordo com Vasconcelos, a operação foi batizada de Caronte por causa do personagem da mitologia grega que faz a travessia das almas do mundo dos vivos para o dos mortos. Caronte é o barqueiro de Hades, Deus do Inferno na mitologia grega, cuja função transportar para o outro lado do rio Estige e Aqueronte, que dividiam os locais dos vivos e dos mortos. Mesquinho e apegado ao dinheiro, Caronte não aceitava levar as almas que não lhe pagassem pela travessia, obrigando-as a vagar por 100 anos às margens dos rios.

“O nosso objetivo final é justamente tirar os usuários da escravidão imposta pelos traficantes e a devolver essas pessoas para as suas famílias e para a vida em sociedade”, destacou o delegado titular do 77º DP.

GCM

Leia Também

A Secretaria Municipal de Segurança Urbana (SMSU) dobrou o número do efetivo da GCM na região da Luz para assegurar a segurança dos moradores da região e servidores municipais que fazem o acolhimento, serviços de saúde, coordenam e executam a limpeza da região e, quando necessário, contenham qualquer princípio de tumulto durante as ações públicas.

As Guardas de Inspetorias Especializadas da SMSU também apoiam as ações dos policiais que cumprem mandados judiciais. A corporação atua conforme as prerrogativas legais, que determinam as atribuições das guardas municipais, integradas às ações dos demais órgãos de segurança.

“Nós estamos presentes nesta área com o nosso efetivo reforçado com 09 integrantes da equipe do Canil, com 04 cães farejadores, além de auxiliar as Polícias Civil e Militar dentro do papel da GCM”, destacou a secretária municipal de Segurança Urbana, Elza Paulina de Souza.

Ações

A Subprefeitura da Sé mantém ações de zeladoria, limpeza e revitalização no centro da cidade. Na região, a Prefeitura faz a limpeza das ruas e calçadas três vezes ao dia (único local onde é realizado o serviço nessa quantidade). Essas ações e o apoio da GCM, segundo o delegado Severino Pereira Vasconcelos, são fundamentais para os bons resultados obtidos pela Operação Caronte.

“Além da remoção de entulho e lixo da região, o emparedamento de imóveis usados pela organização criminosa é fundamental para o trabalho de busca e apreensão realizado pelos policiais do 77º DP”, afirmou Vasconcelos.

Nesta semana, a Subprefeitura da Sé iniciou a revitalização da Praça Princesa Isabel. Desde terça-feira, as equipes estão realizando diagnóstico das árvores, serviços de poda preventiva, troca de piso das calçadas, reforma das jardineiras e limpeza. Ao mesmo tempo, assistentes sociais e profissionais do programa Consultório nas Ruas estão fazendo abordagem e encaminhamento de pessoas em situação de rua que montaram acampamentos permanentes no local.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários