Chuvas em Petrópolis (RJ)
Reprodução / CNN Brasil
Chuvas em Petrópolis (RJ)

Nesta quinta-feira (17), o número de mortos após as chuvas em Petrópolis, no Rio de Janeiro, chegou a 104 . Entre os 101 corpos que estão no Instituto Médico Legal (IML), 65 são de mulheres e 36 de homens. Além disso, desse total, 13 são menores de idade.

Até o momento, 33 corpos foram identificados e 134 registros de desaparecimentos foram feitos. Cerca de 500 bombeiros trabalham nas buscas.

Uma das principais dificuldades das equipes de resgate em campo na Região Serrana do Rio de Janeiro é acessar os locais afetados . Cenários como o da cidade de Petrópolis demandam a ação de bombeiros mais especializados, segundo o que o  especialista em resgate e salvamento e consultor de empresas Wesley Pinheiro disse ao iG .

Na manhã de hoje, duas medidas foram publicadas no Diário Oficial do Rio de Janeiro para ajudar a população do município neste período. Segundo o texto, o pagamento do IPVA e do ICMS foram prorrogados para o segundo semestre e a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) vai repassar R$ 30 milhões para a Prefeitura de Petrópolis.

Leia Também

"Foi a pior chuva desde 1932. Realmente, foram 240 milímetros em coisa de duas horas. Foi uma chuva altamente extraordinária", disse o governador Cláudio Castro (PL) nesta quinta.

De acordo com ele, as chuvas marcam uma "tragédia histórica" e um "déficit que realmente existe".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários