Após “golpe da fruta” três barracas são interditadas no Mercadão de SP
Reprodução/Pixabay
Após “golpe da fruta” três barracas são interditadas no Mercadão de SP

Três barracas de frutas no Mercado Municipal de São Paulo, foram interditados nesta terça-feira (15) após consumidores denunciarem que caíram no “golpe da fruta”, que cobra um preço abusivo dos produtos. A interdição foi divulgada pela administração do Mercadão, e as barracas ficarão interditadas até demonstrarem que corrigiram os problemas denunciados.

O que é o 'golpe da fruta'?

Segundo os relatos, os vendedores abordam os visitantes na entrada do Mercadão e oferecem frutas de graça para experimentarem. Os usuários que se recusam a degustação gratuita ou a comprar são pressionados e até mesmo xingados pelos vendedores.

As vítimas contaram em uma rede social que os vendedores estavam cobrando de R$ 100 a R$ 1.200 em bandejas de frutas comuns e com quantidades mínimas. Um guia de turismo comentou que estrangeiros também eram vítimas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários