Vídeo gravado com celular mostra estudante trans levando socos no rosto
Reprodução
Vídeo gravado com celular mostra estudante trans levando socos no rosto

Uma adolescente transexual foi agredida na última quarta-feira na Escola Estadual Galdino Pinheiro Franco, em Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo.

Em um vídeo publicado nas redes sociais, é possível ver uma briga generalizada e a jovem sendo atacada com diversos socos, inclusive na região do rosto.

Segundo relatos, a confusão teve início após a aluna de 16 anos ser chamada pelo pronome masculino. O episódio a teria irritado, o que a levou a chutar as cadeiras da sala de aula.

O caso foi registrado no 1º Distrito Policial de Mogi das Cruzes como ato infracional de lesão corporal, mas investigações foram iniciadas para apurar se houve crime de homofobia.

O crime de transfobia diz respeito à violência contra a identidade de gênero e o de homofobia se refere a atos criminosos contra a orientação sexual.

Desde junho de 2019, no entanto, o Supremo Tribunal Federal (STF) estendeu a criminalização da homofobia a toda comunidade LGBTQIA+ e equipara os atos transfóbicos ao crime de racismo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários