Praia no Rio de Janeiro
FOTO: AGÊNCIA BRASIL
Praia no Rio de Janeiro

O verão começou oficialmente nesta terça-feira (20) no Hemisfério Sul e vai terminar somente em 20 de março de 2022 no Brasil. A estação será marcada pela influência do fenômeno La Niña e menos chuvas nas regiões Sul e Sudeste.

O La Niña facilita a passagem das frentes frias pelo Sul e pelo Sudeste do Brasil e proporciona uma maior circulação de ventos. As chuvas vão para o norte do país, deixando as outras regiões com bastante calor.

Segundo o site de meteorologia Climatempo, o verão terá calor em todo o país e fortes pancadas de chuva nas regiões Norte e Nordeste. Veja a previsão de cade região brasileira:

Região Sul

O calor acima da média será predominante nestes três meses de verão na região Sul. As chuvas diminuem em grande parte da região, somente em lugares próximos ao Rio Grande do Sul e o próprio estado terão precipitações normais para a época do ano.

Os meteorologistas da Climatempo alertam para fortes ventanias no interior do estado gaúcho e na região serrana. A diferença de temperatura entre o litoral e o oeste de Santa Catarina e Rio Grande do Sul podem chegar a 10º.

Região Sudeste

O verão na região Sudeste será marcado por calor intenso e pancadas de chuvas convectivas em áreas isoladas. Toda a região, com exceção do norte de Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo, acumularão chuvas abaixo da média esperada. 

Com a presença do La Niña, os dias de muito calor serão quebrados por uma entrada de frente fria ocasionada pelo fenômeno, ou seja, a estação também aponta grandes oscilações de temperaturas, com dias muito quentes, seguidos de dias muito frios. 

Leia Também

Região Centro-Oeste

Em dezembro, o maior índice de chuvas frequentes ocorre no centro e no norte do país. Durante os três meses, a previsão aponta precipitações acima da média em grande parte da região, com exceção do sudeste de Goiás e sudoeste do Mato Grosso do Sul. O calor será histórico em toda a região.

Região Nordeste

As chuvas serão acima da médica em toda a região Nordeste neste verão, principalmente nas partes central e norte. Maranhão e Piauí vão superar os níveis de precipitações excedendo o acumulado de 450 milímetros.

As temperaturas devem permanecer regulares à média, exceto em Petrolina (PE), Juazeiro (BA) e Teresina, que devem registrar as temperaturas mais altas. Em março, os termômetros sobem em toda a região. 

Região Norte

O volume de chuvas na região Norte será bem elevado comparado a média esperada pelos meteorologistas. Somente no oeste do Amazonas e Roraima, as chuvas podem ficar abaixo da média. 

As temperaturas serão altas em toda a região. Em março, o território terá um período de muita chuva.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários