Polícia Civil prende mulher que trocou estupro de neta por comida em Roraima
Reprodução/PCRR
Polícia Civil prende mulher que trocou estupro de neta por comida em Roraima

Polícia Civil de Roraima prendeu, na última quarta-feira (15), uma senhora de 78 anos que permitiu que estuprassem a própria neta em troca de comida. O caso ocorreu em 2012 e, de acordo com as autoridades, a criança tinha 11 anos de idade no momento do abuso.

Rodrigo Gomides, delegado responsável pelo caso, explica que a prisão da mulher deve-se ao fato de que ela "era conivente com os abusos praticados contra a menina, geralmente permitia a prática do crime em troca de sustento, como alimentos".

O crime foi realizado - segundo o portal Metrópoles - próximo à comunidade indígena da Jiboia e a denúncia foi realizada pelo Conselho Tutelar da região. Segundo o órgão investigativo, a mãe da criança a abandonou com a avó e a ajudava nos afazeres domésticos.

De acordo com as investigações, a senhora permitiu que um agricultor de 78 anos abusasse da sua neta. Segundo a polícia, o homem "praticou por diversas vezes o ato de conjunção carnal com a menina".

Leia Também

"Em um dos relatos colhidos, uma testemunha afirmou ter visto o tio arrastar a menina para a beira de um igarapé e ter ficado nu enquanto a menina gritava pedindo socorro. A testemunha chamou a avó da menina, mas a mulher ao ver a cena teria dito ‘deixa, isto é sangue de preto mesmo’, permitindo que o fato se consumasse", afirmou o delegado.


O Ministério Público também denunciou o tio da menina, um rapaz de 27 anos de idade, que também violentava da garota sob a permissão da avó. Tanto a senhora, quanto o agricultor e o tio da menina foram encaminhados à Delegacia de Normandia. Do local, serão encaminhados à audiência de custódia.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários