BolsoDoria
Reprodução
BolsoDoria

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, segue em busca de aliados em São Paulo para viabilizar candidatura à presidência da República. Com as prévias do PSDB perto do fim, ele tenta se mostrar como o melhor postulante ao cargo. Após o governador de São Paulo dizer que suspeita da votação do partido, Leite reagiu:

"Negar participação no debate e lançar suspeitas à forma de votação é coisa do bolsonarismo. Espero que não volte o BolsoDoria", disse nesta domingo (17) em encontro com tucanos em Santo André, no ABC paulista, e na capital, informa a Folha de São Paulo.

"Espero que a gente tenha uma atitude de PSDB, que preza pelos debates, pelo diálogo, pela construção de convergência, que marque as posições", finalizou.

Doria havia se nagado a participar dos debates promovidos pelos jornais O Globo e Valor Econômico, no Rio de Janeiro. Após a repercussão negativa o tucano recuou , mas manteve a desconfiança quanto ao aplicativo por onde serão contabilizados os votos. 

Estampando a logo "BolsoDoria, o governador foi um dos que apoiou o atual presidente Jair Bolsonaro, assim como Eduardo Leite que também surfou na onda antipetista. Ambos romperam com o presidente após as eleições.

Leia Também

"Precisamos de uma terceira via, não de um terceiro polo de radicalização", afirmou Leite no encontro com tucanos.

Antes de chegar a São Paulo, Leite participou de atividades com integrantes do partido em Belo Horizonte e Governador Valadares, em Minas Gerais. Segundo a campanha do governador, estiveram presentes 1,3 mil pessoas, entre elas 59 prefeitos, 35 vice-prefeitos e 238 vereadores.




    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários