Líder do Comando Vermelho é preso na casa de amante no centro do Rio
Reprodução
Líder do Comando Vermelho é preso na casa de amante no centro do Rio

O traficante Evanilson Marques da Silva, o Dão da Providência, foi preso na casa de sua amante por agentes da 33ª DP (Realengo), no Morro do Pinto, Centro do Rio de Janeiro , na noite da última segunda-feira (04). Dão é um dos líderes da facção Comando Vermelho e chefiava o tráfico de drogas do Morro da Providência, desde que seu irmão, Leonardo Marques da Silva, o Sapinho, morrera na prisão, em 2020. Sapinho teve um infarto durante uma partida de futebol.

No momento da prisão, Dão estava com uma arma de fogo calibre 9 mm e, por isso, foi autuado por porte ilegal de arma de fogo. A anotação aumenta sua ficha que já possui 39 anotações criminais, sendo 50 registros de ocorrência em seu nome, constando ainda sete mandados de prisão pendentes.

Um dos mandados de prisão em desfavor de Dão é em consequência dos homicídios do soldado PM Marçal Teles de Brito e do cabo da Marinha Anderson da Silva Gomes, na Rua Sacadura Cabral, próximo à Avenida Venezuela, no Centro do Rio, em 2018. Os dois estavam em um pagode na pedra do Sal e foram mortos a tiros.


No início do ano, a Polícia Civil prendeu cinco traficantes do Morro da Providência que estavam se deslocando no centro, com armas de fogo. Na ocasião, Dão estaria em um segundo veículo e conseguiu fugir do cerco policial. Sua anotação criminal mais antiga data de 2002 quando, ainda fuzileiro naval, foi investigado pelo Centro de Inteligência da Marinha (CIM) por envolvimento no ataque e roubo de um fuzil FAL de um sentinela no 1º Distrito Naval, na Praça Mauá.

O criminoso estava foragido da justiça desde o ano de 2011, quando foi solto em liberdade condicional.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários