Médico pediatra, toxicologista e professor
Reprodução
Médico pediatra, toxicologista e professor

O médico Anthony Wong faleceu em 15 de janeiro deste ano após sofrer com complicações causadas pela Covid-19. Wong era pediatra, toxicologista e professor da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, com uma carreira de 50 anos de atuação na medicina. 

Ele tinha 73 anos e estava internado desde dezembro de 2020, no Hospital Sancta Maggiore, da Rede Prevent Senior , e segundo dossiê entregue à CPI, estava sendo tratado com o chamado " kit covid " ou tratamento precoce. 

Em atestado de óbito divulgado pela Globo News, consta que o pediatra teria morrido por choque séptico, pneumonia, hemorragia digestiva alta e diabetes mellitus. Em nenhum momento é citado o diagnóstico de Covid-19, sendo este ocultado pela rede de saúde. 

Em depoimento, a advogada dos médicos da Prevent Senior, Bruna Morato , confirmou a ocultação do diagnóstico de Wong:

Defensor do tratamento precoce

Wong se tornou conhecido pela rede de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), por ser um dos profissionais a defender publicamente a utilização de medicamentos como hidroxicloroquina, azitromicina e ivermectina para o tratamento da Covid-19. 

Em várias ocasiões, o pediatra se opôs ao isolamento social e a vacinação. Em 2020, durante uma audiência promovida pela Câmara dos Deputados, Wong declarou ser um defensor do "isolamento vertical". Um isolamento seletivo que veta a circulação de idosos e gestantes. 

Durante em entrevista no Direto ao Ponto, programa da Joven Pan, o médico criticou o tempo de produção da vacina por ser muito rápido, podendo causar "consequências duradouras". 

Ele, Nise Yamaguchi e Paolo Zanotto, faziam parte do chamado  "gabinete paralalelo" do governo, que assessorava o presidente Bolsonaro nas ações de combate à pandemia fora do Ministério da Saúde. Como médicos, eles seriam responsáveis por defender o tratamento precoce como alternativa eficaz. 

Segundo informações divulgadas pela revista Piauí, Neise era a médica responsável por Wong no Hospital Sancta Maggiore. O nome da médica está no prontuário ao qual o veículo teve acesso. 

Wong é um dos pacientes da Prevent Senior que morreram em decorrência de Covid e que fizeram tratamento precoce. A rede de saúde está sob investigação na CPI da Covid, que também investiga da morte de Regina Hang, mãe de Luciano Hang , seguidor do presidente Bolsonaro e defensor do "kit covid". 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários