Válter Suman, prefeito de Guarujá
Hélder Lima/Prefeitura de Guarujá
Válter Suman, prefeito de Guarujá

O prefeito de Guarujá, Válter Suman (PSDB), e o secretário de Educação do município, Marcelo Nicolau, foram presos hoje pela Polícia Federal em uma operação que apurava desvios na rede pública de saúde do município.

Os agentes encontraram dinheiro em espécie enquanto cumpriam os mandados de busca e apreensão nas duas residências. A operação começou ainda pela manhã, em endereços ligados ao prefeito.

Segundo informações d'A Tribuna, nem Suman, nem Nicolau conseguiram justificar o dinheiro encontrado, e foram encaminhados à sede da PF no camburão da viatura. Amanhã, eles devem passar por uma audiência de custódia.

O Ministério Público do Estado de São Paulo iniciou as investigações sobre um possível desvio no SUS ainda no início de 2021, após surgirem indícios de irregularidades no contrato da Prefeitura de Guarujá e a Organização Social Pró-Vida, responsável por uma UPA e por 15 unidades de saúde.

De acordo com o Diário de SP, além do dinheiro, dois carros e uma motocicleta foram apreendidos. Os agentes também estiveram em um condomínio de luxo no bairro do Boqueirão, em Santos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários