O local em que fica o prédio evacuado, em imagem de março de 2020
Reprodução/Google Street View
O local em que fica o prédio evacuado, em imagem de março de 2020

O Corpo de Bombeiros evacuou, no início da tarde desta sexta-feira, um prédio que ameaçava  desabar no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio de Janeiro . De acordo com a corporação, um chamado reportando o problema foi feito às 13h15, por uma pessoa comunicando que uma das vigas da construção teria "estourado".

Ainda segundo os bombeiros , o edifício fica na Rua Oito W, bem próximo à comunidade do Terreirão. Homens do quartel do mesmo bairro dirigiram-se ao local e fizeram o escoramento provisório do prédio, procedimento concluído às 13h42, logo após a retirada dos moradores.

Relatos de testemunhas apontam que pelo menos 30 famílias precisaram deixar suas casas. Vizinhos contam também que foi ouvido um forte estrondo pouco antes de os bombeiros serem acionados.

A Defesa Civil municipal vistoriou o imóvel e informou que, conforme o constatado pelos técnicos, "houve o rompimento de um dos 24 pilares da construção". O órgão afirmou ainda que se trata de um edifício erguido há aproximadamente seis anos, com quatro pavimentos construídos sobre pilotis.

Os técnicos determinaram a interdição da garagem e deram início aos serviços de escoramento. "O dono do imóvel deverá apresentar um responsável técnico para recuperação do pilar e reforço da estrutura", acrescenta a nota enviada pela Defesa Civil.

Imagens do Google Street View, com data de março de 2020, mostram que o local estava parcialmente em obras à época. São três blocos erguidos nos mesmos moldes, um ao lado do outro. A construção teria começado entre 2015 e 2016, mas até hoje não foi concluída, mesmo com moradores já utilizando os apartamentos. Questionada pelo GLOBO, a Defesa Civil ainda não respondeu se a situação do prédio estava regularizada.

Pelo Twitter, o Centro de Operações da Prefeitura do Rio (COR) comunicou, pouco depois das 14h, que a Rua Oito W estava parcialmente interditada em virtude de "risco de desabamento de imóvel". O Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar atuavam no local, ainda de acordo com o informado pelo COR.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários