Homem foi condenado à prisão perpétua nos EUA
Reprodução
Homem foi condenado à prisão perpétua nos EUA

Um homem de 84 anos foi condenado à  prisão perpétua nos Estados Unidos pelo assassinato de uma casal no estado de Wisconsin em 1976. Raymond Vannieuwenhoven foi identificado como o autor do crime apenas em 2018, isto é, 42 anos depois.

De acordo com as investigações, David Schuldes e a noiva, Ellen Matheys, que na época tinham 25 e 24 anos, foram mortos a tiros em um acampamento, informou a emissora NBC96 . Além disso, antes de ser assassinada, Ellen foi violentada sexualmente. 

Amostras de DNA foram coletadas do corpo da vítima, enviadas a um banco de dados e foram usadas para identificar Raymond como o autor do crime. O homem foi preso em 2019, mas negou os assassinatos, que ainda não tiveram o motivo esclarecido.

Raymond voltou a ser julgado esta semana e o tribunal dos EUA decidiu seguir os parâmetros das leis de 1976. Na época, o crime seria considerado homicídio de primeiro grau e, de acordo com o juiz, a prisão perpétua consecutiva seria a adequada para cada acusação, em decorrência da gravidade dos atos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários