Com impeachment de ministros do STF, Gilmar critica
Carlos Moura/ SCO/ STF
Com impeachment de ministros do STF, Gilmar critica "fabricação de crises"

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes , utilizou as suas redes sociais na manhã deste domindo (22) para criticar o que chamou de "fabricação artificial de crises" no país. A fala do decano ocorre um dia após o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) apresentar um pedido de impeachment de Alexandre de Moraes, colega de Gilmar na Suprema Corte. Veja:


"A fabricação artificial de crises institucionais infrutíferas afasta o país do enfrentamento dos problemas reais. A crise sanitária da pandemia, a inflação galopante e a paralisação das reformas necessárias devem integrar a agenda política. É hora de reordenar prioridades", criticou o magistrado.

Leia também: Para garantir André Mendonça no STF, Bolsonaro pede ajuda a Gilmar Mendes

Você viu?

A mira do presidente não aponta apenas para Moraes. Isso porque Bolsonaro já declarou que apresentará, futuramente, um pedido de impeachment do também ministro do STF Luis Roberto Barroso - que também ocupa o cargo de presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Rodrigo Pacheco (DEM-MG), presidente do Senado Federal e responsável por decidir se o processo de impedimento de Moraes será aberto ou não, afirmou que não vê fundamentos jurídicos ou políticos para dar andamento no pedido de afastamento.


Já o Supremo Tribunal Federal, em nota, repudiou a ação presidencial e defendeu que o "Estado Democrático de Direito não tolera que um magistrado seja acusado por suas decisões".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários