Lula teria ignorado 'esquemas' para selar coalizão com Michel Temer
Reprodução
Lula teria ignorado 'esquemas' para selar coalizão com Michel Temer

Informações reveladas através do livro "Nas asas da mamata: a história secreta da farra das passagens aéreas no Congresso Nacional" revelam que o  ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) teria 'ignorado' a 'farra das passagens' - ocorrida em 2009, na Câmara dos Deputados - para que um pacto com Michel Temer (PMDB) saísse do papel.

A intenção do petista era proteger políticos e aliados para que as denúncias do uso indiscriminado de verbas públicas não prosperassem.

Leia mais: Lula alarga vantagem sobre Bolsonaro: 40% contra 24%, diz XP/Ipespe

Com isso, uma futura chapa presidencial entre a sucessora de Lula e então ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, e o presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer (PMDB) - que teria articulado para que o 'escândalo' das passagens aéreas não impedissem as campanhas na corrida eleitoral dos parlamentares em 2010.

O próprio Temer havia viajado com sua esposa para uma praia utilizando dinheiro público.


Lula que mantinha uma aliança com o PMDB, também mantinha boas relações com o presidente do Senado Federal, José Sarney (PMDB-AP). Porém, após as vitórias nas eleições de 2010 e na reeleição de 2014, os peemedebistas romperam com os petistas em 2016 e assumiram a cadeira presidencial após o impeachment de Dilma Rousseff.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários