Luciano foi preso em flagrante após disparar tiros na porta de seu vizinho
Polícia Civil de Goiás
Luciano foi preso em flagrante após disparar tiros na porta de seu vizinho

Luciano Antonio Binatti, de 51 anos, foi preso em flagrante após disparar tiros com arma de fogo contra porta do vizinho que estava com som muito alto. O acontecimento se deu no Jardim Guanabara, região norte da capital goiana. 

O tenente do Exército disse a polícia que efetuou os disparos por medo de agressão. Luciano teria sido recebido no portão por um jovem mais forte que ele. 

Na delegacia, o primeiro tenente do Exército afirmou que, na madrugada de domingo, os jovens perturbaram o seu sossego e de sua irmã. Ele alegou que se dirigiu à casa ao lado e pediu para que abaixassem o volume da música. 

Wanderson Carvalho Lima, de 28 anos, que saiu no portão após o chamado do tenente, disse que desligou o som imediatamente. Contudo, o militar continuou a gritar no local. 

Segundo outro jovem que estava na residência, Lohan Ibrahin de Sousa Alves, de 20 anos, o militar estava “muito alterado” e, a todo momento, batia no peito de seu amigo e apontava a arma para todos que estavam na área da casa.

Tiago Igor Souza, defensor público, pediu à Justiça que fosse concedida a liberdade provisória do militar, mas o pedido foi negado. Juliana Giovanini Gonçalves, promotora de Justiça, entendeu não haver necessidade de converter o flagrante em prisão preventiva, o que ainda não foi analisado pela Justiça.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários