João de Deus é denunciado por crimes sexuais de mais 8 vítimas
TV Brasil/Reprodução
João de Deus é denunciado por crimes sexuais de mais 8 vítimas

 João Teixeira de Faria, conhecido como João de Deus, foi denunciado pelo Ministério Público de Goiás (MP-GO), na última sexta-feira, pela prática de crimes sexuais envolvendo outras oito mulheres. Os crimes aconteceram na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia, no interior do estado de Goiás.

A 15ª denúncia oferecida pela Promotoria de Justiça de Abadiânia, relaciona outras 44 vítimas. No entanto, segundo o MP, em razão de os crimes estarem "prescritos ou ter decaído o direito de representação da ofendida", elas figuraram como testemunhas.

O promotor de Justiça Luciano Miranda Meireles é quem assina a denúncia. Segundo ele, os crimes mencionados ocorreram entre 1986 e 2017, sendo as vítimas dos Estados de Rio Grande do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Maranhão, Goiás, Santa Catarina, Mato Grosso e Espírito Santo. Ainda de acordo com o promotor, entre as provas apresentadas, estão relatos e testemunhos.

João de Deus foi condenado a mais de 60 anos de prisão por estupro de vulnerável, violação sexual mediante fraude e posse ilegal de armas de fogo. Ele cumpri pena domiciliar, em sua mansão em Anápolis, cidade no interior de Goiás próxima a Abadiânia, berço da Casa de Dom Inácio de Loyola.

A Justiça já havia recebido outras 14 denúncias contra João Teixeira de Faria por crimes sexuais. Em três, já houve condenação: 19 anos e 4 meses de reclusão por violação sexual mediante fraude, na modalidade tentada; violação sexual mediante fraude; e 2 estupros de vulneráveis; 40 anos de reclusão por 5 estupros de vulneráveis; 2 anos e 6 meses de reclusão por violação sexual mediante fraude contra uma vítima. Ele também foi condenado a 4 anos de reclusão por posse irregular de arma de fogo de uso permitido e por posse irregular de arma de fogo de uso restrito.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários