Esney Martins da Costa, líder da igreja Renascendo para Cristo, teria abusado sexualmente de, ao menos, três mulheres
Reprodução
Esney Martins da Costa, líder da igreja Renascendo para Cristo, teria abusado sexualmente de, ao menos, três mulheres

Esney Martins da Costa, pastor e líder da igreja Renascendo para Cristo, situada em Goiânia-GO , é alvo de dois inquéritos políciais que investigam supostas práticas de abusos sexuais. Três mulheres que frequentavam seus cultos acusaram o religioso, no último domingo (01), de assediá-las sexualmente. As informações são da TV Globo.

Enquanto líder religioso, Esney dizia ser um 'intérprete da vontade de Deus' e assim realizava as práticas criminosas de abuso sexual. Em um dos casos, o pastor disse a uma vítima de abuso na infância que ela deveria passar pelo trauma novamente para superá-lo.

O programa Fantástico entrevistou as vítimas e uma delas possui 16 anos de idade. A mãe da jovem descobriu o caso ao repara que a filha se mutilava ao chegar em casa após os cultos.

"Foi um choque. Quando eu vi aquilo, o meu mundo desabou. Eu morri ali. Eu me sinto culpada, eu me sinto culpada de tudo, mas eu também fui vítima disso tudo. Ele me enganou", explicou a mãe da vítima.


As denúncias, inicialmente, chegaram à Defensoria Pública e foram encaminhadas na sequência à Delegacia da Mulher do estado. Esney preferiu não comentar sobre as acusações e sua advogada informou, em nota, que seu depoimento já foi colhido e que as informações solicitadas já foram prestadas. No caso da vítima menor de idade, o pastor colocou-se a disposição da Delegacia de Proteção à Criança e Adolescente, onde tramita o inquérito da jovem.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários