Bilhete foi encontrado amarrado às pernas do jovem
Redes sociais/Reprodução
Bilhete foi encontrado amarrado às pernas do jovem

Na manhã desta quarta-feira (28), o corpo de um adolescente de 17 anos foi encontrado na cidade de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, vizinha a Ponta Porã (MS). Em cima do cadáver, os responsáveis pelo crime deixaram um bilhete parecido com o que foi encontrado após a execução do casal na fronteira, nessa segunda-feira (26) .

Moradores encontraram o corpo da vítima e acionaram as auoridades, informou o investigador da Polícia Nacional do Paraguai, Jorge Vidallet ao portal G1 .

Segundo o legista, havia sinais de que pedaços da pele entre o tórax e o pescoço da vítima foram arrancados por mordidas de algum animal. Além disso, as mãos do jovem também haviam sido decepadas e havia outros ferimentos realizados com faca pelo corpo da vítima.

O bilhete estava amarrado às pernas do adolescente e dizia: "os justiceiros estão de volta, avisamos que é só o começo da morte dos ladrões" (traduzindo do espanhol para o português).

Você viu?

À imprensa local, a mãe do jovem morto disse que os "justiceiros" se enganaram e que o filho era trabalhador e honesto.

Na noite desta segunda, Mateo Martínez Armoa, 21 anos, e Anabel Centurion Mancuelo, 22 anos, foram assassinados com mais de 35 tiros na cidade de Pedro Juan Cabellero, no Paraguai, vizinha de Ponta Porã , no Mato Grosso do Sul. Um bilhete assinado como "Justiceiros da Fronteira também foi deixado no local.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários