Reprodução
"O homem não administra nem o patrimônio dele, quer administrar o Brasil?", questiona Eunício sobre Ciro Gomes

O ex-presidente do Senado, Euníncio Oliveira, arrematou em leilão um apartamento de R$ 520 mil de seu desafeto político, o ex-governador do Ceará, Ciro Gomes (PDT) - que recentemente discutiu com 'bolsonaristas' em um restaurante . O pregão foi autorizado pela Justiça como forma de pagamento de indenização por danos morais ao senador Fernando Collor de Mello (Pros-AL).

Ao jornalista Robson Bonin, da revista Veja, Eunício ressaltou que arrematou o apartamento "de sacanagem" e aproveitou para 'cutucar' Ciro Gomes: "O homem não administra nem o patrimônio dele, quer administrar o Brasil?"

Collor processou Ciro após o pedetista afirmar, em entrevista publicada em 1999, que o ex-presidente Lula deveria ter chamado Collor de "playboy safado" e "cheirador de cocaína" em debate nas eleições de 1989.

Você viu?

A indenização foi fixada em cerca de R$ 400 mil. Como Ciro não pagou o valor estipulado em juízo, o apartamento foi leiloado para quitar a dívida. O imóvel leiloado está localizado em Fortaleza , capital cearense, e foi avaliado em R$ 409.647,90 pelo site Megaleilões, que realizou o pregão.


Em nota, a assessoria de Ciro Gomes informou que "trata-se de ação judicial eivada de vícios e nulidade, com recurso pendente de julgamento ao Superior Tribunal de Justiça; Desde o início do processo, em 1999, adversários tentam se aproveitar do fato para fazer politicagem; o clímax se deu agora quando um deles, por mera chicana, aproveitou-se para arrematar os direitos do devedor fiduciário do imóvel, que sequer é propriedade de Ciro Gomes; Ciro Gomes confia na decisão isenta e técnica dos tribunais superiores que darão palavra final sobre a causa".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários