Policiais federais
Agência Brasil
Policiais federais

A Polícia Federal deflagrou, nesta quinta-feira, a Operação Pronta Emergência II, que apura irregularidades em contratos públicos firmados pelo Instituto de Psiquiatria da Universidade Federal do Rio de Janeiro (Ipub/UFRJ). Segundo as investigações, servidores do Ipub se associaram de maneira criminosa a empresários favorecidos para direcionar diversas contratações, em troca de vantagens ilícitas.

Entre as irregularidades nos processos de licitação, de acordo com a PF, estão cotações fictícias, superfaturadas e com empresas que integram a organização criminosa e o direcionamento da contratação mediante "pagamento de vantagens indevidas" aos servidores. Além disso, também houve elaboração pelas próprias empresas de estudo técnico preliminar (ETP), que foi posteriormente preenchido no IPUB, conforme apontam as investigações.

Segundo a PF, há fortes indícios de que as empresas participantes do esquema pertencem aos mesmos indivíduos.

A ação de hoje conta com 52 policiais federais, que cumprem dois mandados de prisão temporária e nove de busca e apreensão nas cidades do Rio de Janeiro e Niterói.

Os mandados foram expedidos pela 01ª Vara Federal Criminal do Rio. Os investigados respondem pela prática dos delitos de organização criminosa, peculato e fraudes em licitação.

Você viu?

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários