Presidente Jair Bolsonaro, em Santana, na capital paulista
Reprodução
Presidente Jair Bolsonaro, em Santana, na capital paulista

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) causou aglomeração durante o início da motociata na capital paulista. O evento começou às 10 horas, em Santana, na Zona Norte, e irá se estender até o quilômetro 62 da Rodovia dos Bandeirantes. O presidente da República não estava de máscara e tirou fotos com apoiadores e policiais militares. 

Na volta, a "motociata" passará pela marginal Pinheiros, seguindo até a ponte Engenheiro Ari Torre e, então, seguirá para a avenida dos Bandeirantes e avenida Rubem Berta, finalizando o trajeto no obelisco do Ibirapuera, por volta das 14 horas.

Com a previsão maior de participantes, para evitar possíveis problemas, o governo estadual informou que o esquema de segurança será reforçado. 

"Mais de 6,3 mil policiais estarão a postos para garantir a segurança da população, a preservação do patrimônio, a fluidez no trânsito e o direito à manifestação. O policiamento estará reforçado em toda a capital paulista, na região metropolitana e na rodovia dos Bandeirantes, por onde o grupo seguirá. As áreas próximas aos pontos de concentração e dispersão dos participantes também terão patrulhamento ampliado", disse em nota a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo.

 "Equipes do Corpo de Bombeiros e do Resgate também estarão posicionadas ao longo do trajeto a fim de prestar atendimento à população em caso de emergência. Outras unidades da PM permanecerão de prontidão e, se necessário, serão deslocadas para prestar apoio à operação", continua a nota.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários