Randolfe Rodrigues participou do Roda Viva na última segunda-feira (30)
Reprodução
Randolfe Rodrigues participou do Roda Viva na última segunda-feira (30)

O senador e vice-presidente da CPI da Covid , Randolfe Rodrigues (Rede-AP) foi entrevistado pelo programa "Roda Viva" na noite da última segunda-feira (30) e opinou sobre os desdobramentos da CPI.

Para Randolfe, a existência da comissão já revela omissão do procurador-geral da República, Augusto Aras, que agora possui uma oportunidade para se redimir do erro.

"Se ele tivesse atuado como Procurador-geral da República desde as primeiras ações negacionistas no enfrentamento da pandemia por parte do presidente, talvez nós não estivéssemos neste atoleiro sanitária que estamos", avalia Randolfe.


Mesmo com a "omissão" de Aras, o parlamentar relembrou que o relatório final com a conclusão dos inquéritos realizados na CPI não precisam ser entregues apenas à PGR.

A depender dos resultados das investigações, tanto Ministério Público - em caso de ação com foro privilegiado - quanto Câmara dos Deputados - para crime de responsabilidade - e inclusive o Tribunal Penal Internacional - em caso de genocído - podem receber os relatório da CPI.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários